Turismo

Home/ Notícias Online/ Turismo/ Croácia quer mais turistas com...

Croácia quer mais turistas com entrada na UE

Publicada em : 03/07/2013

Ilhas e cidades medievais atraem 10 milhões de turistas ao ano ao país


Recém-aceita na União Europeia, a Croácia ainda não sabe qual impacto seu novo status vai ter no turismo, atividade fundamental para a economia do país. Com uma costa banhada por mar azul cristalino e com mais de mil ilhas, o país recebe aproximados 10 milhões de turistas por ano e espera que a entrada no bloco atraia ainda mais.

Muitos desses turistas já são cidadãos da União Europeia, atraídos pelas belezas naturais do país, aliadas às estradas de qualidade e à proximidade com outros destinos como Hungria, Eslováquia e República Tcheca.

As autoridades croatas esperam que a partir de agora o acesso se torne ainda mais fácil para esses turistas, que não precisarão mais passar por controles de migração. No entanto, o efeito inverso pode ocorrer em relação a outros visitantes. Como país da União Europeia, a Croácia vai ter que introduzir vistos para os cidadãos de fora do bloco, o que inclui a Rússia e a Ucrânia, tradicionais emissores de turistas para lá.

Segundo algumas previsões, espera-se para este verão menos da metade do número de russos comparado ao verão de 2012.
De acordo com a "Associated Press", membros do governo croata já foram à Rússia e à Ucrânia para conversar com operadores de turismo, em um esforço para contornar o problema.

Cidades medievais
A costa da Croácia é principalmente rochosa, com água cristalina e vegetação predominante de pinheiros. O litoral tem dezenas de pequenas cidades com ruas estreitas e sinuosas, pequenas igrejas e monumentos históricos.

A mais famosa é Dubrovnik, no Mar Adriático, perto da fronteira com Montenegro, uma cidade murada medieval que é patrimônio da Unesco. Mais ao norte fica a península Ístria, famosa pelo vinho e pelo queijo de cabra. No meio, ficam as ilhas. Entre elas, a baladeira ilha de Hvar, visitada por Tom Cruise e Beyonce, entre outros famosos, e a ilha de Vis, que serviu como base militar na era comunista. Em vez de resorts e opções all-inclusive, o forte da Croácia são as pequenas acomodações quatro-estrelas e os quartos para aluguel.

Fonte:Do G1, em São Paulo