Turismo

Home/ Notícias Online/ Turismo/ Brasília ganha mais um monumen...

Brasília ganha mais um monumento e amplia roteiro turístico

Publicada em : 08/05/2012

Torre de TV Digital foi inaugurada no final de abril

Conhecida como museu a céu aberto, pela quantidade de obras renomadas espalhadas pelas ruas, Brasília ampliou a lista dos monumentos. No dia 21/04, o Governo do Distrito Federal inaugurou o mais novo cartão postal da cidade, a Torre de TV Digital. É mais um projeto de Oscar Niemeyer entregue como presente no dia do aniversário da Capital Federal.

A inauguração contou com a presença do governador do DF, Agnelo Queiroz, do vice Tadeu Filippelli, do secretário de Turismo, Luis Otávio Neves e outras autoridades. "Hoje, no dia do aniversário da cidade, é uma honra poder entregar a conclusão da obra física. Ainda falta uma parte importante, que é a instalação da antena. Ela será compartilhada por todas as emissoras. Vamos chegar à Copa do Mundo com a antena digital em funcionamento", disse o governador.

Desde a entrega da obra a Torre já começou a cumprir seu papel de atrativo turístico. Logo no primeiro final de semana, o local recebeu mais de três mil visitas. Cerca de mil pessoas subiram para conhecer o mirante e cúpula principal do monumento. “Para quem acompanhou a construção desde o início, é uma emoção por que você vê Brasília toda. É uma obra muito significativa.”, disse a brasiliense Leila Maria Moreira, que participou, a junto às filhas, do primeiro grupo que subiu ao Mirante. “Valeu a pena. Foi uma subida rápida, agradável. Vale a pena para todos os turistas e todos os brasilienses.”

Mirante

A Torre Digital foi construída no ponto mais alto da região, de onde é possível ter a mais ampla vista de Brasília. A obra tem 185 metros de altura e ocupa uma área total de 8,5 mil m². O mirante fica a 120 metros do solo. No local, foram instalados janelões com 2 metros de diâmetro, que possibilita a interação do visitante com a paisagem praticamente sem interferência.

Outra atração são as cúpulas desenhadas por Niemeyer para simbolizar as pétalas do monumento que já é conhecido como a Flor do Cerrado. Com uma estrutura de ferro para sustentação, os ambientes são cobertos apenas por vidro e dão uma visão ainda mais panorâmica da cidade. A cúpula principal, a 80 metros de altura, em breve deverá ser ocupado por um café. A outra “pétala”, com 60 metros de altura, é uma sala de exposição que hoje abriga uma grande maquete da cidade.

O arquiteto Jair Valera representou Oscar Niemeyer na solenidade e descreveu o entusiasmo do autor com a sua criação. "Quando ele recebeu a incumbência de fazer a torre, ficou muito entusiasmado e começou a trabalhar no mesmo dia. Eu acredito que esta seja uma obra muito importante para o Niemeyer e para todos que trabalharam nela", disse o arquiteto.

Para tornar o espaço ainda mais atrativo, o arquiteto planejou dez lojas para abrigar cafés, lanchonetes e comercialização de souvenirs. O acabamento desses espaços, bem como os destinados à sala de exposições e ao restaurante, será concluído pelas empresas vencedoras da licitação para exploração dos pontos, cujo processo está sendo organizado pela Terracap. Enquanto o processo é finalizado, as salas abrigam uma exposição com fotos da construção de Brasília e da nova Torre, produtos rurais, como compotas, doces e outros típicos da região, além de um Centro de Atendimento ao Turista (CAT).

Fonte:Secretaria de Turismo do Distrito Federal