Turismo

Home/ Notícias Online/ Turismo/ Estudo da Hoteis.com aponta au...

Estudo da Hoteis.com aponta aumento de 10% no valor da diária dos hotéis no Brasil

Publicada em : 16/04/2012

A cidade do Rio de Janeiro foi apontada como a mais cara para acomodações cinco estrelas no mundo

A Hoteis.com acaba de divulgou em março a edição 2012 do HPI (Hotel Price Index), estudo que analisa as principais oscilações de preços nos quartos de hotéis nas principais cidades ao redor do mundo.

Segundo o levantamento, no último ano, o aumento das tarifas de hotel no Brasil foi de 10%, superior à média global de apenas 4%. Em uma base de comparação anual, os preços caíram 2% na Ásia, mas aumentaram em outras regiões incluindo 8% no Pacífico, 5% na América do Norte, 4% na América Latina, 3% no Caribe e 2% na Europa e Oriente Médio.

A mais cara do Brasil

Dos destinos brasileiros, Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, foi considerada a cidade mais cara para se hospedar no Brasil, cobrando R$ 430 mesmo com uma queda de 19%, em relação a 2010. Porém, entre as metrópoles brasileiras, a cidade do Rio de Janeiro foi considerada a mais cara no país, com 11% de aumento nos preços das hospedagens. A cidade carioca também foi apontada como o destino mais caro em hotéis cinco estrelas, com uma tarifa média de R$ 1.178 por noite. Segunda no ranking, Nova York, tem uma diária média de R$ 970 em hotéis de alto padrão. Lisboa foi considerada a mais barata em acomodações dessa categoria, com diária de apenas R$ 308.

Na América Latina, as hospedagens que tiveram maior queda nos preços foram Iguazu, na Argentina, com diária de R$ 283, uma redução de 10% em relação ao valor praticado em 2010. Riviera Maya, no México, de R$ 287, 9% menor. Já Bariloche, na Argentina, apresenta diária de R$ 293, registrando decréscimo de 8%.

Copa do Mundo

Com os preparativos da Copa do Mundo em 2014, ainda deve haver um aumento significativo nos preços das diárias de hotéis no Brasil. Mas o estudo revela que nem sempre esses aumentos mostram capacidade de sustentação pós-evento. Na África do Sul, última sede da Copa, os preços das diárias na Cidade do Cabo sofreram queda de 28% em 2011, ano subsequente à Copa do Mundo.

Fonte:S2Publicom