Turismo

Home/ Notícias Online/ Turismo/ Nova “era de ouro do turismo” ...

Nova “era de ouro do turismo” criará empregos no mundo e impulsionará a economia global

Publicada em : 02/02/2012

Um estudo exclusivo de líderes de opinião globais revelou que viajar transpassa as barreiras culturais e promove a diplomacia

Em um estudo global divulgado recentemente pelo Fórum Econômico Mundial, constatou-se que viagens internacionais são consideradas mais importantes que a internet, TV, filmes e a diplomacia para estimular a economia e para a quebra de barreiras culturais. O estudo independente foi conduzido por Penn Schoen Berland a pedido da Marriott International e conta com o ponto de vista de 1.100 viajantes globais e líderes de opinião de oito países incluindo Brasil, China, França, Alemanha, Índia, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos.

A pesquisa revelou que 96% dos respondentes, com idade entre 35 e 50 anos, acreditam que viagens e turismo estimulam a economia, enquanto 77% afirmam que “quanto mais as pessoas vivenciam outras culturas, de outros países, mais se prega a paz”.

“Eu acredito que estamos entrando na ‘Era de Ouro da Viagem’ onde as oportunidades de se fazer negócios e viajar para o exterior estão se expandindo como nunca”, diz Arne Sorenson, CEO do Marriott International com relação ao número de chegadas internacionais, que dobraram nos últimos 10 anos e que atingirá a marca de 1 bilhão em 2012 (UN World Tourism Organization). “Viajar ajuda a abrir a mente, o coração e a carteira. Essa pesquisa mostra que a prática também é uma poderosa forma de diplomacia mundial”.

Aumento dos empregos

De acordo com o World Travel & Tourism Council (WTTC), a indústria prevê a criação de 69 milhões de empregos até 2021, incluindo empregos diretos, indiretos e induzidos – e quase 80% deles estarão situados na Ásia, América Latina, Oriente Médio e África. Em outras palavras, um emprego é criado no Estados Unidos a cada 35 visitantes internacionais, de acordo com a U.S. Travel Association. A Marriott planeja preencher 60 mil vagas de empregos em 2012, sendo dois terços deles em países fora dos Estados Unidos, onde se encontram mais de 50% de seus hotéis.

O WTTC estima que a contribuição total do segmento de Viagens&Turismo para o crescimento do produto interno bruto (PIB) mundial terá um aumento anual de 4,2% chegando a US$ 9,226 bilhões até 2021.

Outros números

Os gastos dos visitantes nos países estrangeiros aumentarão 6,6 por cento ao ano até 2021, subindo para US$ 1,789 bilhões até 2021. Como exemplo, somente em Nova York os brasileiros gastaram um total de US $ 1,63 bilhões, superando os US$ 1,42 bilhões gastos pelos viajantes do Reino Unido, os US$ 1,27 bilhões gastos pelos canadenses e os US$ 1,1 bilhões gastos pelos italianos, de acordo com a NYC & Co., conselho de turismo da cidade.

Fonte:Agência Ideal