Saúde

Home/ Notícias Online/ Saúde/ Projeto Orelhinha abre 1800 va...

Projeto Orelhinha abre 1800 vagas

Publicada em : 10/07/2014

Nos mutirões de consultas de julho e agosto



Nos meses de julho e agosto o Projeto Orelhinha terá seis novos mutirões de consultas pelo Brasil. A ONG que realiza cirurgias plásticas de correção de orelhas em abano espera atender, pelo menos, 1800 pessoas nos mutirões do Rio de Janeiro (08/07), São Paulo (11/07), Campinas (15/07), Fortaleza (18/07), Salvador (01/08) e Porto Alegre (29/08). Cada mutirão terá cerca de 300 vagas e os pacientes saem com a data da cirurgia marcada.

Os interessados já podem de inscrever através do site www.projetoorelhinha.com.br ou na central de atendimento pelos telefones 4062-0607, para Capitais e Região Metropolitana, e 0800 718 7804 para demais cidades. Criado há quatro anos pelo cirurgião plástico Marcelo Assis, o projeto social tem o objetivo de combater o bullying e resgatar a autoestima dos pacientes. Já foram realizadas mais de 3.500 cirurgias nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Ceará e Rio Grande do Sul.

Com uma equipe composta por 20 cirurgiões e anestesistas, o Projeto Orelhinha realiza uma média de 50 cirurgias por semana. O procedimento cirúrgico custa entre R$ 6 mil e R$ 10 mil, mas os pacientes atendidos pelo Projeto Orelhinha pagam apenas R$ 1.650,00 (ou 12 x de R$ 185,00 via Pay Pal) referentes ao custo de material, estrutura hospitalar e pessoal de apoio.  A iniciativa atende pessoas a partir de sete anos, de todas as classes sociais.

“Aqueles que se incomodam com essa característica ficam sem opção acessível para o tratamento já que o Sistema Único de Saúde não tem condições de prestar esse atendimento na proporção da demanda. Sabemos que a questão da orelha em abano reflete de forma significativa na socialização do paciente e, por isso mesmo, merece maior atenção”, ressalta a presidente do Instituo Orelhinha, Leila Souto Miranda de Assis.

Otoplastia

A cirurgia de otoplastia é realizada com anestesia local e dura cerca de 40 minutos. O paciente recebe alta algumas horas após o procedimento. O pós-operatório consiste no uso de uma faixa de atadura durante quatro dias (24h/dia).

Cinco dias após a cirurgia o paciente já pode retomar as atividades normais e usa faixa tipo bailarina apenas para dormir durante mais 25 dias. O paciente não pode praticar esportes com bola ou lutas, se expor ao sol e piscina por um mês. São realizadas consultas com 30 e 90 dias após a cirurgia.


CALENDÁRIO PROJETO ORELHINHA

08 de Julho: Rio de Janeiro

11 de Julho: São Paulo

15 de julho: Campinas

18 de Julho: Fortaleza

01 de Agosto: Salvador

29 de Agosto: Porto Alegre


Inscrições abertas:

www.projetoorelhinha.com.br

Central de Atendimento:

4062-0607 – Capitais e Região Metropolitana

0800 718 7804 – Demais cidades


Instituto Orelhinha

Rua Barreto Leme, 2475 – Cambuí, Campinas

Fonte:Status Com Comunicação