Saúde

Home/ Notícias Online/ Saúde/ Voluntários para testar vacina...

Voluntários para testar vacina brasileira contra a dengue

Publicada em : 30/04/2014

Instituto Butantan e Faculdade de Medicina da USP já recrutaram 41 participantes, que estão sendo acompanhados no HC, mas ainda faltam 9


A Faculdade de Medicina da USP e o Instituto Butantan, unidade da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, precisam de mais nove voluntários para a primeira etapa dos testes clínicos em humanos da vacina brasileira contra a dengue.

Desde outubro de 2013, início dos testes, já foram vacinados e acompanhados no Hospital das Clínicas da FMUSP 41 voluntários neste projeto.

A vacina foi desenvolvida pelo Butantan em parceria com o National Institutes of Health (EUA).

As inscrições para o recrutamento dos últimos nove participantes, que completarão os 50 necessários para conclusão desta primeira fase, foram reabertas.

Poderão participar desta etapa pessoas saudáveis com idade entre 18 e 59 anos, residentes no município de São Paulo e Grande São Paulo, que nunca tiveram dengue.                

Em uma segunda etapa (com início previsto para junho de 2014) serão recrutados mais 250 voluntários com ou sem infecção prévia pelo vírus da dengue.

Todos os 300 participantes serão acompanhados por uma equipe multidisciplinar durante 5 anos, clínica e laboratorialmente, para avaliar 1 vez ao ano a resposta imunológica dos participantes.

“A contribuição de voluntários comprometidos com a evolução da ciência e da saúde pública é fundamental nesta fase de testes em humanos. Trata-se de uma contribuição social valiosa para que, no futuro, possamos ter uma vacina de qualidade indubitável”, afirma Esper Kallas, professor associado de Imunologia Clínica e Alergia da Faculdade de Medicina da USP e coordenador deste projeto no HC- FMUSP.

A vacina produzida pelo Instituto Butantan e testada no Hospital das Clínicas é composta pelos quatro tipos de vírus da dengue, vivos mas enfraquecidos, capazes de produzir anticorpos que podem proteger a pessoa contra a doença.

Os interessados em participar dos testes devem ligar para o Centro de Pesquisas Clínicas do Hospital das Clínicas FMUSP nos números 2661-3344 ou 2661-7214 ou enviar um e-mail para vacinadengue@usp.br.

Há uma equipe de plantão, de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, pronta para esclarecer as dúvidas iniciais dos participantes e agendar as consultas de triagem com um dos médicos do estudo.

Queda
Levantamento da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo com base nas notificações que os municípios paulistas encaminharam por intermédio do Sinan (Sistema de Informações de Agravos de Notificação), aponta que no primeiro trimestre deste ano houve redução de 82,8% do número de casos de dengue em comparação ao mesmo período de 2013.

De janeiro a março os municípios paulistas informaram à Secretaria 18.445 casos autóctones (com transmissão dentro do estado). Nos três primeiros meses de 2013 houve 107.739 casos confirmados.

Os municípios com os maiores números de casos em 2014 são: Americana (2.711), Campinas (2.520), São Paulo (1.802), Jaú (1.387), Taubaté (862), Votuporanga (775), Santa Bárbara D’Oeste (744), Boa Esperança do Sul (725), Casa Branca (642) e Osasco (477).

Essas 10 cidades, entre todas as 645 que compõem o Estado, foram responsáveis por 12.645 dos 18.445 casos confirmados no primeiro trimestre desse ano, ou seja, cerca de 70% das ocorrências ficou concentrada em apenas 1,55% dos municípios paulistas.

Fonte:Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo