Saúde

Home/ Notícias Online/ Saúde/ Temperatura sobe e bate record...

Temperatura sobe e bate recorde em São Paulo. Saiba como se prevenir

Publicada em : 13/02/2014

Médico dá dicas de como lidar com o calor excessivo que pode ocasionar dores de cabeça, vertigem, sudorese e até insônia


O verão é a estação mais quente do ano e a época ideal para se refrescar em praias e piscinas. No entanto, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), janeiro de 2014 foi o mês mais quente da história da cidade de São Paulo nos últimos 71 anos. Em fevereiro não tem sido diferente. No primeiro dia do mês houve registro de 36,6ºC, recorde de calor na cidade, e a previsão é de pouca chuva até o dia 15, o que pode agravar ainda mais esta situação.

Apesar da diversão, o calor em excesso pode oferecer riscos à saúde. Os principais problemas são a sudorese excessiva, dor de cabeça, vertigem, insônia, cansaço, desidratação, alergias na pele, problemas respiratórios e intestinais, entre outros, afetando principalmente crianças, idosos e grávidas.

No sistema respiratório, as temperaturas extremas e as alterações de umidade provocam a retenção e espessamento do muco (catarro), traduzindo-se em sintomas de tosse e expectoração. Os pacientes portadores de asma brônquica e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) são as principais vítimas.

A pele pode sofrer irritações, queimaduras e desidratação. Também podem ocorrer mudanças no hábito intestinal, cólicas e vômitos, não esquecendo que com o calor os alimentos sofrem uma decomposição mais acelerada, por isso é preciso estar atento ao armazenamento e refrigeração na hora de consumi-los.

Em casos extremos, o indivíduo pode desenvolver hipertermia, caracterizada pelo aumento excessivo da temperatura corporal. Se não identificada e tratada com rapidez, o paciente pode ter consequências mais graves como insuficiência respiratória, insuficiência renal aguda, insuficiência hepática e vir a falecer.

Para se prevenir dos efeitos nocivos que o sol e o calor podem causar, o Dr. João Geraldo Simões Houly, chefe da Clínica Médica e UTI do Hospital Santa Paula, dá algumas dicas do que fazer para aproveitar o verão com saúde e disposição:


1. Hidrate-se: o recomendado é ingerir no mínimo dois litros de água por dia (exceto pacientes com restrições médicas);

2. Use roupas com tecidos mais leves e frescos, de preferência de cores claras, que absorvem menos calor;

3. Ande com lenços umedecidos na bolsa ou na mochila para refrescar a pele;

4. Evite a exposição solar depois entre 10h e 17h e sempre utilize protetor solar fator 30 nas partes que ficam expostas ao sol;

5. Tenha uma dieta balanceada e não coma alimentos de difícil digestão, principalmente à noite;

6.  Vaporizadores e bacia com água nos ambientes são medidas paliativas que podem oferecer uma sensação de conforto.

7. Evite banhos muito quentes ou muito frios.

Fonte:Brodeur Partners