Saúde

Home/ Notícias Online/ Saúde/ Médicos suspendem atividades p...

Médicos suspendem atividades pelo país

Publicada em : 31/07/2013

Categoria faz manifestações em SC, Baixada Santista, MS, PE e RS


Médicos de ao menos cinco estados - Santa Catarina, São Paulo, Rio Grande do Sul, Pernambuco e Mato Grosso do Sul - realizam protestos nesta quarta-feira (31). Na terça-feira (30), a suspensão dos atendimentos nas redes pública e privada atingiu 12 estados e o Distrito Federal.

A greve é para marcar posição da categoria contra decisões do governo federal, como a contratação de profissionais estrangeiros pelo programa Mais Médicos e os vetos à legislação do Ato Médico, que estabelece as atribuições dos profissionais de  medicina. Em nota, o governo disse que "lamenta" eventuais prejuízos causados à população.

Apesar da greve, a Federação Nacional dos Médicos (Fenam), que representa 53 sindicatos, orientou para que casos de urgência e emergência sejam atendidos. Os clientes de planos de saúde também serão afetados. É segunda vez, em um intervalo de uma semana, que a categoria cruza os braços em protesto contra decisões do governo federal.

Veja abaixo a situação nos estados nesta quarta-feira (31).

São Paulo
Os médicos da Baixada Santista paralisaram as atividades e fazem manifestações. Segundo o Sindicato dos Médicos de Santos, São Vicente, Cubatão, Guarujá e Praia Grande (SINDIMED) haverá atos nas cidades e, em seguida, médicos seguem para a capital paulista, para participar de ato na Avenida Paulista.

Santa Catarina
Conselho Superior das Entidades Médicas de Santa Catarina (Cosemesc) confirmou para esta quarta-feira (31) o dia de paralisação geral da categoria. Os serviços seguem em casos e locais de urgência e emergência, além de tratamentos que não possam ser interrompidos.

Em Florianópolis e Chapecó haverá um enterro simbólico dos ministros da Saúde (Alexandre Padilha), da Educação (Aloizio Mercadante) e das Relações Exteriores (Antônio Patriota). Em Joinville, Blumenau, Lages, Balneário Camboriú, Itajaí ,  Joaçaba, Canoinhas, Tubarão, Navegantes, Camboriú e Itapema os médicos da região também têm programação de manifestações.

Mato Grosso do Sul
Médicos paralisam o atendimento ambulatorial. A partir das 9h (horário local), haverá ato na praça Ary Coelho, em Campo Grande, em que os médicos darão orientações para a população em diversas especialidades médicas. O objetivo é chamar a atenção para a falta de estrutura na área da saúde.

Rio Grande do Sul
O movimento, que atingiu 23 cidades na terça-feira (30), deve se repetir em novo dia de mobilização nacional dos médicos contra os recentes programas do governo federal para a área da saúde. No estado, Panambi, na Região Noroeste, Santana do Livramento e Porto Alegre já confirmaram adesão.

Pernambuco
A previsão é que os médicos farão um atendimento gratuito à população no Memorial da Medicina, com voluntários de Pediatria, Clínica Médica, Dermatologia, entre outros.

Fonte:G1