Saúde

Home/ Notícias Online/ Saúde/ Dicas de saúde para aproveitar...

Dicas de saúde para aproveitar as férias de julho

Publicada em : 25/06/2013

Passeios na serra e na neve também exigem cuidados, alerta o clínico geral do Hospital Sírio Libanês


Arrumar as malas já está nos planos de muitos brasileiros que pretendem curtir as férias a partir do próximo final de semana. Os destinos podem ser os mais variados neste inverno e vão desdes erras gaúchas, neve em Bariloche até Estados Unidos e Europa. Pensando em aproveitar os dias de folga dos estudos e do trabalho, sem imprevistos desagradáveis, o médico de família Dr. Alfredo Salim Helito orienta a preparar o ‘kit farmácia’.

No entanto, o clínico geral do Hospital Sírio Libanês alerta que ‘a farmácia de viagem’ deve ser montada sempre com a recomendação e prescrição do médico de confiança da família para evitar a automedicação, prática muito perigosa à saúde. A escolha dos medicamentos depende das necessidades de cada membro da família.

A compra de remédios nos EstadosUnidos e Europa, por exemplo, é extremamente controlada, o que significa que um simples resfriado ou uma crise de rinite pode obrigar o viajante a se dirigir a um hospital, diante da necessidade de receita para adquirir um produto de uso constante que, no Brasil, é vendido livremente.

Sendo assim, o ideal é deixar o país com uma lista de medicamentos na bagagem, entre eles analgésicos, antitérmicos,anti-inflamatórios, antialérgicos, antidiarreicos (afinal a diarreia é considerada a ‘doença dos viajantes’) e antibióticos adquiridos com receita médica. A lista pode até parecer coisa de hipocondríaco, mas é melhor aprevenção do que perder horas preciosas da sua viagem procurando um hospital emoutra cidade, estado ou país.

“O ideal é consultar o seu médico e deixar o país com todos os medicamentos necessários na bagagem para garantir a tranquilidade em eventuais situações dedesconforto”, esclareceo médico . “Também é fundamental levar na mala o telefone do seu médico de confiança porque só ele poderá esclarecer dúvidas e indicar o remédio mais adequado para cada problema de saúde”,enfatiza o clínico geral do Hospital Sírio Libanês.

O Dr. Salim orienta ainda que os remédios sejam transportados com segurança. Para isso, o ideal é mantê-los nas embalagens originais, facilitando a sua identificação em casos de emergência. Levá-los na bagagem de mão é outra boa opção porque, no caso de extravio das malas, os medicamentos não se perderão.

Cuidados nas regiões serranas

Nas férias de inverno, muitas famílias buscam as cidades serranas para aproveitar o friozinho e as belezas destas regiões. Porém, quem sofre de rinite, faringite ou asma deve ter alguns cuidados para manter a viagem agradável. A maioria das casas de veraneio, pousadas e hotéis de cidades serranas só tem ocupação máxima nas férias; comisso, muitos quartos permanecem fechados durante boa parte do ano.

“Ao chegar nestes locais, o ideal é solicitar que todas as portas e janelas sejam abertas por alguém que não tenha problemas alérgicos”, orienta o médico Alfredo Salim Helito. “Alérgicos a mofo ou a poeira podem sofrer com os sintomas. Desta forma, vale prevenir e levar em sua bagagem medicamentos previamente indicados pelo seu médico”, afirma o clínico geral do Hospital Sírio Libanês.

Esquiar é para quem está preparado

Muitos turistas deixam o Brasil embusca de neve nas férias de julho e a decisão de esquiar está a um passo. É aí que o viajante inexperiente pode cometer um grande erro.  Para esquiar precisa estar preparado, caso contrário, a chance de sofrer lesões e deter as férias encerradas mais cedo é enorme.

“Quem não está habituado à prática esportiva ou se encontra acima do peso, deve evitar a todo custo o esqui para não sofrer uma lesão séria no tornozelo, joelho ou pulsos em razão das inevitáveis quedas. Todo cuidado é pouco.”, orienta o Dr. Alfredo Salim Helito.

Fonte:BPG3 Comunicações