Saúde

Home/ Notícias Online/ Saúde/ Campanha de doação de óvulos ...

Campanha de doação de óvulos

Publicada em : 24/06/2013

Ação tem como intuito auxiliar mulheres que tentam engravidar, mas sofrem com problemas na produção dos óvulos


Clínica Genics de Medicina Reprodutiva e Genômica cria sua primeira campanha de doação de óvulos, uma alternativa cada vez mais utilizada pelos casais que sofrem com problemas para engravidar. A doação - também conhecida como ovodoação ou doação de gametas – segue as regras do Conselho Federal de Medicina (CFM) e é realizada de forma totalmente anônima e sigilosa para proteger a identidade da doadora e seu histórico médico.

Com as novas regras do CFM, alteradas no último dia 08 de maio, a doação compartilhada de gametas pode envolver ajuda financeira, contanto que a receptora – que não pode produzir óvulos – auxilie financeiramente a doadora.

O programa é destinado aos casais com a origem da infertilidade na baixa produção de óvulos. Quando a infertilidade é ligada ao fator feminino o número chega aos 40%. Ainda de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a infertilidade atinge 8% a 15% dos casais, algo entre 60 e 80 milhões de pessoas em todo mundo. No Brasil, estima-se que este número chega a 278 mil.

Para Prof. Dr. Philip Wolff, biólogo e diretor da clínica, a doação de óvulos é essencial no tratamento de casais com esse problema. “Os casais tentam tratamento uma, duas e até três vezes. Muitas vezes desistem por falta de óvulos”, afirma Wolff.  O especialista ainda afirma que é possível para as doadoras congelarem seus óvulos para em um futuro utilizar parte deles em uma tentativa futura de gravidez. Lembrando que embriões com mais de cinco anos podem ser descartados.

Wolff lembra que dos casais que tentam engravidar, 20% estão acima dos 40 anos de idade é precisam de doação de óvulos. “A doação de esperma já é comum, contudo, a doação de óvulos também é necessária para os casais”, completa o doutor que ainda ressalta dados positivos quanto à doação, em mais de 50% dos casos os óvulos doados apresentam resultados positivos.
Benefícios

Philip Wolff ainda lembra que o tratamento é benéfico para auxiliar mulheres não apenas com baixa produção de gametas, mas também com outros problemas de saúde que as impossibilitam de terem filhos.

“São diversos fatores que podem atrapalhar uma tentativa de gravidez. Como idade avançada, ausência congênita ou retirada dos ovários, doenças genéticas e menopausa precoce. A utilização de óvulos de uma doadora pode ajudar a diminuir esses problemas”, explica o diretor da clínica.
Como funciona

O processo é realizado através da fertilização in vitro dos gametas, a ovulação é induzida com medicamentos para posterior retirada dos óvulos da doadora. Enquanto isso o endométrio da receptora é preparado para as camadas ficarem mais grossas. Após o endométrio estar preparado, os óvulos são retirados do corpo da doadora e fertilizados com o esperma do marido da receptora.

Fonte:Clínica Genics Medicina Genômica