Saúde

Home/ Notícias Online/ Saúde/ ‘Cuidando de quem Cuida’

‘Cuidando de quem Cuida’

Publicada em : 25/03/2013

Prefeitura de São Bernardo realiza projeto de apoio para cuidadores de idosos


Antônia, 58 anos, moradora do Jardim Limpão, cuida da mãe de 80 anos, acamada há mais de cinco. Uma vez por mês ela acorda mais cedo que de costume, dá banho em sua mãe, prepara a alimentação matinal, dá a medicação e pega a condução até o centro da cidade para participar do encontro Cuidando de quem Cuida, no Centro de Referência do Idoso de São Bernardo do Campo (CRI). Assim como Antônia, centenas de pessoas já participaram das reuniões e puderam trocar experiências com outros cuidadores e cuidadoras de idosos nesses nove anos do programa, que é oferecido gratuitamente pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania. O objetivo desses encontros é dar apoio, oferecer uma escuta qualificada e até mesmo, quando necessário, dar as orientações adequadas para cada caso.
O serviço nasceu da necessidade observada nos atendimentos do CRI. A assistente social, gerontóloga e terapeuta Marina Cavalcante, que divide a coordenação das reuniões com outra profissional do Centro Dia do Idoso, conta que muitas pessoas procuravam o CRI em busca de uma vaga em clínicas de repouso, mas entravam em pânico quando conseguiam. “Começamos a perceber que esses familiares, na verdade, buscavam um cuidado melhor para o idoso, pois não sabiam como lidar com a situação”, afirma.

Segundo Marina, o cuidador fica muito fragilizado, pois vive situação de estresse e até de solidão. “A pessoa que fica com a responsabilidade de cuidar de um idoso se torna solitária. A vida de todo mundo continua, menos a dela. É muito comum as famílias se ausentarem, e até as visitas que costumavam frequentar a casa acabam se afastando”, diz. “As pessoas não percebem que esse cuidador também precisa de cuidados”, completa.

Para dona Alzira, que há nove anos cuida do marido com mal de Alzheimer, “é mais importante o apoio e um par de ouvidos para nos ouvir, do que a ajuda financeira. As pessoas nos criticam e muitas vezes até nos culpam pela situação, em vez de oferecer ajuda”, diz. Há quatro meses ela participa do grupo, onde encontrou o amparo que necessitava.

Participam das reuniões uma média de dez pessoas por mês. Cada participante faz o seu relato, que é escutado com atenção pelos demais. As apresentações são seguidas de uma sessão de alongamento, importante para o bem-estar do cuidador e também para que ele possa praticar a atividade com seu assistido, além de outras dinâmicas com o grupo. É um momento em que os integrantes compartilham suas dificuldades, trocam experiências e acabam sendo beneficiados emocionalmente e psicologicamente pelo trabalho terapêutico. Serviço – Os encontros do Cuidando de quem Cuida são abertos e não é exigido que o participante compareça todos os meses, até mesmo pela dificuldade que esses cuidadores encontram para sair de casa.

As reuniões são realizadas toda penúltima quarta-feira do mês, no Centro de Referência do Idoso de São Bernardo do Campo. O endereço é Avenida Redenção, 271, Centro. Informações pelo telefone 4126-3666.

Fonte:Secretaria de Comunicação