Saúde

Home/ Notícias Online/ Saúde/ Consumo de chocolate reduz doe...

Consumo de chocolate reduz doenças cardíacas

Publicada em : 20/03/2013

Pesquisa inglesa revelou que os antioxidantes do cacau podem auxiliar no controle da pressão e do colesterol


O período que antecede a comemoração da Páscoa evidencia a guloseima favorita de muitas pessoas. Mas há uma boa notícia para quem não resiste a um chocolate: pesquisa da Universidade de Cambridge, no Inglaterra, comprovou que, sem exageros, ele pode trazer benefícios à saúde. Das 114.000 pessoas que participaram da pesquisa, quem  consumia maior quantidade de chocolate apresentou 37% menos chances de apresentar doenças cardiovasculares e 29% de sofrer de derrame.

 O que não significa, alerta Daniel Magnoni, cardiologista e nutrólogo do HCor, que o chocolate esteja liberado para todos. “O produto costuma ter alto teor de açúcar e gordura, levando à obesidade. Por isso deve ser consumido com moderação. E o cacau, um dos componentes dos chocolates, é rico em flavonóides, substância com efeito cardiovascular protetor: reduz a formação de placas de gordura, diminui a oxidação do colesterol ruim, melhora o fluxo sanguíneo e o controle da pressão arterial", esclarece.

Segundo  Magnoni, muitos especialistas em nutrição estão indicando a inclusão do cacau nas dietas de pacientes idosos, uma vez que aumenta a ingestão de nutrientes bons, como a cafeína e os flavonóides. Além disso, o consumo de cacau melhora a palatalidade e aumenta a aceitação dos alimentos. Segundo o nutrólogo, o consumo de cacau regular estaria também relacionado à melhora das funções cognitivas e sensoriais, “poderia ser um grande aliado em pacientes com demências e Alzheimer” acrescenta.

A nutricionista  do HCor, Camila Torreglosa, diz que o consumo de chocolate irá depender do valor calórico total da dieta de cada um, um consumo moderado de chocolate é de 30 gramas (1 barra pequena) de chocolate amargo (70-80% de cacau) por dia para um adulto.

Por que o amargo é o melhor de todos? "Além de possuir quantidades reduzidas de gordura e açúcar, é o que contém mais massa de cacau (com 70-80%), ou seja, maior presença de  antioxidantes em sua composição", informa Torreglosa.

A fabricação do chocolate depende de alguns componentes: o licor de chocolate, ou massa de cacau, a manteiga de cacau (óleo de theobroma), açúcar e leite.  A gordura da manteiga de cacau, o leite e o açúcar são os principais ingredientes que agregam calorias ao chocolate. Por ser vegetal, a gordura da manteiga de cacau não contém colesterol e o porcentual de gordura saturada e insaturada quando combinado a uma alimentação equilibrada poderá estar dentro das recomendações estabelecidas pela Associação Americana de Cardiologia (AHA).

Fonte:Target