Saúde

Home/ Notícias Online/ Saúde/ Curso de jornalismo em Saúde d...

Curso de jornalismo em Saúde do idoso

Publicada em : 20/02/2013

Divisão de Nutrição Médica da Danone realiza curso sobre Memória - Mitos e a realidade no Brasil


A Support - Advanced Medical Nutrition, divisão de nutrição médica do grupo Danone, lança o Programa de Jornalismo Support em Saúde do Idoso. Trata-se de uma série de workshops, que acontecerão a cada três meses, com objetivo de auxiliar o jornalista a escrever sobre temas relacionados à saúde, nutrição e qualidade de vida do idoso. A primeira edição acontece nesta sexta-feira, dia 22 de fevereiro, sobre Memória - Mitos e a Realidade atual no Brasil.
A população de idosos vem crescendo no mundo e no Brasil. A população acima de 65 anos representa de 5% a 20% dos habitantes nos diferentes países. Nos próximos 30 anos, estes números poderão crescer em 50% nos países desenvolvidos e em 100% naqueles em desenvolvimento. Hoje somos o 6º país em idosos,  temos 23,5* milhões de idosos no Brasil, e em 2025** estima-se a população idosa irá dobrar. (Fonte: *IBGE - 2011, ** OMS)
Por essa razão, é natural que temas relacionados ao Envelhecimento, e estratégias para envelhecer com qualidade ganhem espaço na mídia. Este envelhecimento rápido da população brasileira deverá refletir melhorias sociais, na saúde pública e principalmente nos meios de comunicação. "Neste contexto, cabe ao jornalista se informar sobre o assunto em fontes confiáveis, de forma a transmitir informações corretas ao seu público. Mas por não ser um especialista, muitas vezes existe uma dificuldade em compreender termos médicos. Também é comum o jornalista reproduzir crenças populares sobre doenças que não condizem com a realidade", explica a gerente de produto da Support , Carolina Martinez Duarte

O primeiro curso

Com o avançar da idade, muitas mudanças fisiológicas ocorrem em nosso organismo. Após os 65 anos, são comuns os distúrbios em todas as etapas da nutrição, seja na ingestão, digestão, absorção ou gastos metabólicos, levando a perda de autonomia do idoso. Além disso, surgem com o envelhecimento as dificuldades de locomoção, má-alimentação e perda de memória.
A perda de memória é um dos aspectos que mais aflige e traz muitas dúvidas e temores, já que podem estar relacionados a doenças degenerativas como Alzheimer. Mais da metade dos idosos brasileiros se queixam de perda de memória.
Também há a crença de que envelhecimento é sinônimo de falta de memória, o que não é verdade. Perda de memória não faz parte natural do envelhecimento.
Por essa razão, este primeiro curso sobre a Saúde do Idoso tem como tema "Memória - mitos e a realidade atual no Brasil", ministrado pela neuropsicóloga Gislaine Gil. Formada em Neuropsicologia pelo Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, a Dra. Gislaine é idealizadora e coordenadora do Programa de Estímulo à Atenção e à Memória do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, integrante da equipe do Check-up da Maturidade do Fleury, Mestranda em Gerontologia Social pela PUC-SP e escritora dos livros "Memória: tudo que você gostaria de saber, mas esqueceu de perguntar"  (editora Campus-Elsevier) e "Ensinar a Lembrar - guia prático para ajudar a reconhecer e melhorar problemas de memória" (Editora Casa Leitura Médica -lançamento março de 2013).

Programa de Jornalismo Support em Saúde do Idoso.
"Memória - mitos e a realidade atual no Brasil"
ministrado pela neuropsicóloga Gislaine Gil.
22 de fevereiro
8h30 às 12h30
Hotel Bourbon Ibirapuera
Av. Ibirapuera, 2927 - Moema
Confirmação de presença: redacao@trixe.com.br

Fonte:Support Advanced Medical Nutrition