Saúde

Home/ Notícias Online/ Saúde/ Incor ganhará novo prédio e te...

Incor ganhará novo prédio e terá setor de emergência modernizado

Publicada em : 13/06/2012

Construção do terceiro bloco da unidade terá investimentos de R$ 38 milhões pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo anunciou a construção de um novo prédio que irá modernizar o setor de atendimento de emergência no Instituto do Coração (Incor) do Hospital das Clínicas da FMUSP, referência nacional e internacional em cardiologia de alta complexidade. A pasta irá investir R$ 38 milhões nessas obras. O anúncio acontece durante a celebração ao centenário do professor Euryclides de Jesus Zerbini e da inauguração da exposição em sua homenagem, no Incor.

Ainda serão investidos pela Secretaria de Estado da Saúde R$ 11 milhões em reformas de infra-estrutura e adequação nos sétimo e oitavo andar do Bloco 1, além de R$ 5 milhões em equipamentos para a unidade. Serão adquiridos, entre outros, um novo tomógrafo e uma central de telemetria.

Com início das obras previsto para o segundo semestre deste ano e término em até 36 meses após seu início, o bloco 3 do Incor permitirá a atualização tecnológica da unidade e aumento da estrutura da Unidade Clínica de Emergência, Central de Material Esterilizado, Unidade de Internação do Serviço de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista, Hospital-Dia e Central de Endoscopia Digestiva e Respiratória.

Serão seis andares, em uma área total de 6,7 mil metros quadrados, com impacto não apenas no atendimento dos pacientes, como no ensino e no desenvolvimento das pesquisas que são feitas no Incor.

O novo bloco irá tornar ainda melhor a qualidade da assistência, do acolhimento aos pacientes e de seus acompanhantes e das condições de trabalho dos médicos e demais membros da equipe que atuam na instituição.

As novas instalações da Unidade Clínica de Emergência terão salas de exames de ecocardiograma, ultrassom e Raio-X no próprio serviço, além de acesso mais rápido, por meio de elevador, às áreas de diagnóstico de maior complexidade – hemodinâmica, tomografia, ressonância, angiografia – centro cirúrgico e unidades de internação.

“É uma obra de extrema importância para a melhoria da assistência prestada aos pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) na área de cardiopneumologia. Investir no Incor é investir na saúde de toda a população”, afirma Giovanni Guido Cerri, secretário de Estado da Saúde de São Paulo.

Especializado em cardiologia, pneumologia e cirurgias cardíaca e torácica, o Instituto do Coração do HC-FMUSP realiza anualmente 5 mil cirurgias, 13 mil internações, 2 milhões de exames análises clínicas e 260 mil consultas médicas.

“O Incor entra em uma nova fase, de forte modernização tecnológica e melhoria nas condições de atendimento aos pacientes, bem como de aperfeiçoamento da sua já reconhecida capacidade de produção científica e ensino”, afirma Fábio Jatene, presidente do Conselho Diretor do Incor.
 

Fonte:Assessoria de Imprensa do Incor-HCFMUSP/ Agência HC de Notícias