Saúde

Home/ Notícias Online/ Saúde/ Transplantes de rim aumentam 2...

Transplantes de rim aumentam 20% em SP

Publicada em : 16/03/2012

Foram 272 cirurgias no primeiro bimestre contra 226 no mesmo período de 2011, aponta balanço da Secretaria

O número de transplantes de rim realizados no Estado de São Paulo cresceu 20,3% no primeiro bimestre deste ano, na comparação com o mesmo período de 2011. É o que aponta balanço da Secretaria de Estado da Saúde com base nos dados da Central de Transplantes da pasta.

Em janeiro e fevereiro foram feitos 272 transplantes do órgão, contra 226 nos dois meses iniciais de 2012. O aumento tem relação direta com o crescimento do número de doadores viáveis (que tiveram um ou mais órgãos aproveitados para transplante).

No primeiro bimestre deste ano houve 164 doadores, 22,3% a mais do que em janeiro e fevereiro de 2011. O número de transplantes de órgãos passou de 360 para 420 no mesmo período. O Estado de São Paulo registra taxa de doação de 21,2 por milhão de habitantes, cenário similar ao dos Estados Unidos, onde a proporção é de 25. Na Grande São Paulo essa taxa é de 31,8, comparável ao da Espanha, país considerado referência em doação de órgãos.

Outro aumento expressivo foi registrado no número de transplantes de pulmão, que passou de três no primeiro bimestre do ano passado para 13 neste ano. Houve, ainda, em janeiro e fevereiro, 16 transplantes de coração, 14 de pâncreas e 105 de fígado. Nos dois meses iniciais de 2011 foram 15 cirurgias de coração, 25 de pâncreas e 91 de fígado. Os dados referem-se a doações de pacientes falecidos.

“A recomendação para quem deseja ser doador de órgãos é deixar esta intenção bem clara aos familiares, pois somente a família pode autorizar ou não a retirada de órgãos para transplante no caso de morte encefálica”, diz Luiz Augusto Pereira, responsável pela Central de Transplantes da Secretaria de Estado da Saúde.
 

Fonte:Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo