Saúde

Home/ Notícias Online/ Saúde/ SUS paulista tem o primeiro ho...

SUS paulista tem o primeiro hospital 100% digital do Brasil

Publicada em : 29/02/2012

Icesp é o primeiro da rede pública de saúde nacional a implantar com sucesso a assinatura digitalizada em prontuário eletrônico

O Instituto do Câncer do Estado de São Paulo Octavio Frias de Oliveira, unidade do governo paulista, é o primeiro hospital do Sistema Único de Saúde (SUS) do país a ser 100% digital.

A unidade acaba de implantar o processo de Certificação de Sistemas de Registro Eletrônico em Saúde, com reconhecimento do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (SBIS).
A tecnologia permite eliminar a necessidade da guarda de prontuários em papel. Isso significa reduzir drasticamente o volume de impressões, resultando em otimização do espaço físico – já que permite ampliar o espaço hospitalar para assistência -, agilidade no atendimento (não há mais perda de tempo devido ao transito do prontuário papel de um setor a outro), além de possibilitar uma atuação mais sustentável da instituição.

Mas a conquista mais importante é do paciente. O nível de segurança obtido com o prontuário eletrônico e certificação digital de toda a equipe de assistência garantem que, em todos os processos, haja uma conduta uniforme, padrão das melhores práticas de medicina, além de ser possível identificar em todos os passos, quem, quando, onde, e como foi executado um procedimento.

Os benefícios conquistados com a certificação também eliminam o retrabalho, comum nos processos de prontuário eletrônico sem assinatura, e otimizam as rotinas hospitalares. Agora, ao prescrever uma medicação, o médico não precisa mais esperar o prazo da enfermagem para assinar a prescrição em papel. O pedido eletrônico é válido e de acesso simultâneo a todas as áreas envolvidas.

O sistema implantado no Instituto também elimina completamente a possibilidade de falsificação de assinaturas. “Diferente de um carimbo médico, que pode ser facilmente replicado, cada assinatura digital é única”, garante o diretor de Tecnologia da Informação do Icesp, Kaio Bin.

Fonte:Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo