Saúde

Home/ Notícias Online/ Saúde/ Instituto Kaplan orienta sobre...

Instituto Kaplan orienta sobre prevenção e cuidados no carnaval

Publicada em : 17/02/2012

Alguns cuidados são fundamentais

O Instituto Kaplan, especializado no estudo da sexualidade, responde, pela internet, perguntas de pessoas de todas as idades sobre sexo e, na época de carnaval, aumenta o fluxo de acessos pelo email, msn, blog, facebook e twitter.

Perguntas freqüentes são de jovens adolescentes sobre como adquire DST, como colocar camisinha e sobre gravidez. Portanto, alguns cuidados são fundamentais, especialmente, no carnaval:

. Nunca delegue o cuidado com o seu corpo. O corpo só tem um dono, e este é você. Quando você delega, o outro pode não priorizar os seus interesses, e principalmente sua saúde.
· Só se previne quem está convicto desta necessidade. Busque informações sobre sexualidade, prevenção, DST/Aids e métodos contraceptivos.
· Mulheres: não faça qualquer negócio sexual no carnaval. A auto-estima da mulher está condicionada a sua capacidade de despertar o interesse nos homens, principalmente, em festas como o carnaval. Se achar que está invisível, mesmo assim, não faça nenhum acordo que possa lhe colocar em risco.
· Antes de cair na folia escreva uma lista com os nomes das pessoas que você considera importante e que lhe ama. Isto ajudará você a não esquecer que é amada
· Sei que é difícil, mas se for transar não beba. A bebida atrapalha o prazer e faz você esquecer seus limites.
· Não deixe para negociar o uso da camisinha na hora da transa. O tesão embriaga e lhe deixa entregue a sorte, ou azar!
· Conheçam a camisinha feminina. Ela é uma opção, e já existem modelos mais simples que facilita a colocação.
· Na falta da camisinha, você não precisa abrir mão do prazer sexual. O casal pode realizar práticas sexuais que não sejam de risco, como a masturbação simultânea entre os parceiros.
· Existem camisinhas de vários tipos e qualidades. Portanto, sempre haverá uma que se adéqüe ao seu parceiro.
· Sexo é uma brincadeira de verdade. Quando a gente se machuca, a cicatriz fica para sempre. 

Fonte:Instituto Kaplan