Notícias

Home/ Notícias Online/ Notícias/ Energia elétrica no verão

Energia elétrica no verão

Publicada em : 11/01/2016

Especialista dá dicas de economia

divulgação
Em 2015 entrou em vigor o novo valor tarifário de energia elétrica, determinado pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), devido ao aumento do custo de geração de energia hidrelétrica e acionamento de usinas termoelétricas. Esse cenário é resultado da escassez de chuvas e do baixo nível de água nos reservatórios de usinas do País. No verão, o maior consumo de energia elétrica se dá pelo uso frequente de eletrodomésticos como o ar-condicionado, ventilador e climatizador, que podem tornar-se grandes vilões na conta de luz de residências e empresas.

Segundo Wagner Cunha Carvalho, especialista em eficiência energética e diretor da W-Energy, empresa responsável por métodos de redução de desperdícios de água e energia, no verão existem métodos simples a serem adotados por residências e empresas para poupar dinheiro. “Uma opção inteligente para economizar no sistemas de climatização são as tecnologias ‘inverter’, que regulam o fluxo de energia, variando a velocidade do compressor sem necessariamente desligar. Isso permite a redução do consumo nos momentos que necessitam de menos refrigeração. Esta tecnologia pode gerar até 40% de redução no consumo, com a vantagem de ser muito silenciosa. Lembre-se de fechar sempre todas as janelas do ambiente evitando perdas e programar seu aparelho para desligamento na madrugada, quando a temperatura ambiente é menor, através da função ‘sleep timer’ do seu controle remoto”, revela.

Outra dica importante é estar atento às luzes do ambiente, que também interferem no consumo de energia e na eficácia desses aparelhos. “Outro ponto esquecido é o tipo de iluminação do ambiente. Um conjunto de lâmpadas decorativas pode elevar a temperatura do ambiente em até 5 graus, sendo que a tecnologia LED (Light Emitter Diode) não aquece o ambiente e contribui muito para redução do consumo. As famílias que viajarem neste verão devem desligar o maior número possível de aparelhos, pois mesmo na opção de stanby apresentam consumo”, alerta Wagner.

Fonte:Hayai Assessoria de Imprensa e Comunicação