Notícias

Home/ Notícias Online/ Notícias/ Intenção de consumo cai ao pio...

Intenção de consumo cai ao pior nível histórico

Publicada em : 12/05/2014

Intenção de Consumo das Famílias (ICF) na cidade de São Paulo caiu 2,6%

divulgação
Impactado pelo panorama econômico conturbado dos últimos meses, o índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) na cidade de São Paulo caiu 2,6% em abril em relação a março e bateu os 119,7 pontos - menor marca desde agosto de 2009, quando a série histórica foi iniciada. Em relação a abril do ano passado, o indicador da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) apresentou uma queda ainda maior, de 7,3%.

Entre os sete itens que compõem o índice, Perspectiva profissional foi o que apresentou recuo mais significativo entre março e abril, com variação negativa de 7,3%. A segunda maior retração aconteceu para Momento para duráveis, ao diminuir 3,7% no período. Nível de consumo atual teve desempenho semelhante, com baixa de 3,5%. Perspectiva de consumo caiu 2,7% - próximo do comportamento verificado para o indicador. Acesso ao crédito e Renda atual tiveram diminuições de 0,9% e 0,5%, respectivamente. Apenas Emprego atual permaneceu em abril praticamente no mesmo patamar do constatado em março.

Essa queda generalizada de quase todos os itens e o fato de o indicador ter atingido o menor nível histórico evidenciam, de acordo com a assessoria econômica da Federação, a preocupação dos paulistanos com a pressão inflacionária permanente, o encarecimento do crédito e o baixo crescimento econômico. Também é motivo de temor para a população da cidade de São Paulo a prolongada seca e a provável crise de abastecimento de água.

Para os próximos meses, ainda segundo os economistas da FecomercioSP, a tendência é de o pessimismo dos consumidores se manter, prejudicando as vendas do comércio inclusive para datas importantes - como o Dia das Mães, em maio e o Dia dos Namorados, em junho.

Nota Metodológica

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) é apurada mensalmente pela FecomercioSP desde agosto de 2009, com dados de 2,2 mil consumidores no município de São Paulo. O ICF é composto por sete itens: Emprego atual; Perspectiva profissional; Renda atual; Acesso ao crédito; Nível de consumo atual; Perspectiva de consumo; e Momento para duráveis. O índice vai de zero a 200 pontos, no qual abaixo de 100 pontos é considerado insatisfatório e acima de 100 pontos é denotado como satisfatório. O objetivo da pesquisa é ser um indicador antecedente de vendas do comércio, tornando possível, a partir do ponto de vista dos consumidores e não por uso de modelos econométricos, ser uma ferramenta poderosa para o varejo, para os fabricantes, para as consultorias e para as instituições financeiras.

Fonte:Fecomércio