Notícias

Home/ Notícias Online/ Notícias/ Frota blindada tem aumento

Frota blindada tem aumento

Publicada em : 13/02/2014

Roubo de veículos tem subido cada vez mais

Divulgação
Dados da polícia divulgados pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo revelam que o número de veículos roubados no estado em dezembro de 2013 foi o maior em 12 anos. Foram 9.628 casos. Somados com os casos de furto, no acumulado do ano foram 215 mil casos, um aumento de 10,1% em comparação com 2012. O crescimento dessas modalidades de delito também vem acompanhado pelo aumento da blindagem automotiva. O levantamento ainda não foi concluído, mas a estimativa da Associação Brasileira de Blindagem (Abrablin) é que o setor tenha batido novo recorde em 2013, com cerca de 10 mil carros tendo recebido a proteção.

De acordo com a Abrablin, São Paulo é o estado que mais blinda automóveis. “Desde 1995, quando a entidade iniciou as pesquisas, o estado paulista aparece no topo do ranking. No primeiro semestre de 2013, foi responsável por 70% da produção nacional”, afirma Laudenir Bracciali, presidente da entidade. Rio de Janeiro, com 12%, aparece em segundo na lista, seguido por Pernambuco, com 4%. Amazonas (3%) e Pará (2%) completam o “Top 5” da blindagem no país.

Nos primeiros seis meses do ano passado foram blindados 4.769 veículos no país, um aumento de 11,55% em comparação ao mesmo período de 2012, quando 4.275 carros receberam a proteção.

“Não há novidade que explique o contínuo aumento do setor. A sensação de insegurança é o fator determinante das pessoas na busca por esse tipo de proteção”, explica Bracciali.

O medo não é sem razão. O risco de mortes nos assaltos – o latrocínio – é real. Segundo o governo, cerca de 50% dos latrocínios ocorridos em São Paulo estão ligados a roubos de veículos.

Para o diretor da Concept Blindagens, de São Paulo, Fábio Rovêdo de Mello, “embora não existam dados oficiais, é sabido que o risco de crimes como o furto e o roubo de veículos são minimizados em carros com a proteção blindada. Por essa razão, é muito comum que vítimas que passaram por esses sustos nos procurem e invistam na blindagem como alternativa de se garantir mais segurança”, afirma. “Muitos, inclusive, trocam de carro, compram um modelo menos luxuoso para aplicar o dinheiro na proteção”, diz o executivo.

Perfil do usuário

O levantamento da Abrablin revela também o perfil do usuário de blindagem no primeiro semestre de 2013. Os homens compõem 57,5% do universo blindado, sendo a maioria (23%) na faixa etária dos 30 a 39 anos. As mulheres já representam 42,5% do segmento, tendo a maior parte (22,8%) de 40 a 49 anos de idade.




Fonte:Ex-Libris Comunicação Integrada