Notícias

Home/ Notícias Online/ Notícias/ Dicas para fim do horário de v...

Dicas para fim do horário de verão

Publicada em : 10/02/2014

Relógios deverão ser atrasados em uma hora no dia 16 de fevereiro

Divulgação
Em geral, as pessoas levam alguns dias para voltar à rotina e padrão do sono com o fim do horário de verão. Algumas, no entanto, precisam de mais tempo e podem apresentar cansaço, fadiga e até mesmo chegar à exaustão.

Por isso, o Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe) dá dicas de como se adaptar à mudança, que ocorrerá no próximo domingo, 16 de fevereiro, quando os relógios deverão ser atrasados em uma hora.

“Na primeira semana, as pessoas devem aumentar a ingestão de líquido e fazer refeições leves, mantendo o mesmo horário, assim o cérebro se adapta o mais rápido possível com a mudança”, explica a diretora do Serviço de Clínica Médica do Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE), Vera Soibelman.

“Se a pessoa está acostumada a tomar café às 7h, deverá fazê-lo no mesmo horário, mesmo que ainda não tenha tanta fome”, afirma.

Crianças até quatro anos, que ainda não têm compromisso escolar, se adaptam naturalmente à nova realidade. Já as crianças maiores, que cumprem atividades com horário, sentem as mesmas dificuldades de adaptação que os adultos.

Em qualquer idade, se os sintomas ultrapassarem três semanas, o ideal é procurar o médico, que avaliará o caso e indicará o tratamento adequado. “Algumas pessoas chegam a apresentam irritabilidade, dor de cabeça, diarreia e mudanças de humor”, destaca a especialista.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 40% da população brasileira têm alguma queixa relacionada à insônia, e mudanças súbitas no padrão de sono das pessoas tendem a diminuir a capacidade de concentração e percepção.

Estudo de pesquisadores suecos em 2008 apontou que, nas três semanas que sucederam ao horário de verão, houve um aumento de ataques cardíacos em relação a outras épocas do ano.

Outro estudo publicado no “New England Journal of Medicine” sugeriu que esse acréscimo nos registros de acidentes cardiovasculares pode ser devido à mudança nos padrões de sono que o horário de verão causa nas pessoas.

A Dra. Vera cita ainda um estudo publicado no “Journal of Applied Psychology”, que analisou dados de uma empresa durante 23 anos. A conclusão foi que funcionários cansados e dispersos apresentam queda de produtividade e aumentam o risco de acidentes.

Iamspe

O Iamspe, autarquia vinculada à Secretaria de Gestão Pública, tem hoje uma das maiores redes de atendimento em saúde para funcionários públicos do país.

Além do Hospital do Servidor Público Estadual, na capital paulista, possui 17 postos de atendimento próprios no interior, os Ceamas, e disponibiliza assistência em mais de 100 hospitais e 130 laboratórios de análises clínicas e de imagem credenciados pela instituição, beneficiando 1,3 milhão de pessoas em todo o Estado.

Fonte:Iamspe