Notícias

Home/ Notícias Online/ Notícias/ Famílias paulistanas endividad...

Famílias paulistanas endividadas

Publicada em : 06/01/2014

Indicador teve alta de 1,7 ponto porcentual em comparação ao mês de novembro

divulgação
As famílias paulistanas estão mais endividadas em dezembro, segundo dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).  A análise mostra que 53,8% das famílias da capital possuíam algum tipo de dívida no mês, um aumento de 1,7 ponto porcentual (p.p.) em comparação aos 52,1% apurados em novembro.  Em relação a dezembro de 2012, quando 46,3% das famílias estavam endividadas, houve alta de 7,5 pontos porcentuais.

De acordo com a FecomercioSP, a alta no mês de dezembro demonstra que, apesar da redução dos índices inflacionários, o consumidor ainda apresenta dificuldades em equilibrar seu orçamento familiar. Com isso, as famílias buscam novas formas de financiamento para manter o padrão de consumo, elevando o comprometimento da renda com dívidas, em um nível maior do que apresentados no ano anterior. 

Em números absolutos, o total de famílias endividadas aumentou de 1,866 milhão no mês de novembro para 1,928 milhão em dezembro. No último mês de 2012 esse número era de 1,659 milhão, apresentando uma alta de 269 mil famílias.

No grupo de pessoas que ganham até 10 salários mínimos, o porcentual de endividados foi de 57,6%, uma alta de 0,1 p.p. em relação a novembro, enquanto que no grupo das que ganham mais de 10 salários mínimos foi de 42,7%, um aumento de 6,9 pontos porcentual em comparação ao mês anterior.

Em relação ao número de famílias endividadas com contas em atraso, o nível entre os paulistanos foi de 16,8% no mês de dezembro, um aumento de 2 p.p. em comparação a novembro. Analisando com dados de dezembro de 2012, houve aumento de 1 p.p. no quesito.

O principal tipo de dívida registrada no mês foi o cartão de crédito, sendo utilizado por 73,9% das famílias. Ele é seguido por carnês (17%); financiamento de carro (16,4%); crédito pessoal (10,7%); financiamento de casa (8,9%) e cheque especial (6,4%).

Nota metodológica
A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) é apurada mensalmente pela FecomercioSP desde fevereiro de 2004. A partir de 2010, a Confederação Nacional do Comércio (CNC) comprou a pesquisa da FecomercioSP, que passou a analisar os dados nacionalmente. A Federação continua divulgando os dados de São Paulo, alinhados com a data de divulgação da PEIC nacional pela CNC. Os dados são coletados junto a cerca de 2.200 consumidores no município de São Paulo.

O objetivo da PEIC é diagnosticar o nível de endividamento e inadimplência do consumidor. Das informações coletadas são apurados importantes indicadores: nível de endividamento, percentual de inadimplentes, intenção de pagar dívidas em atraso e nível de comprometimento da renda. Tais indicadores são observados considerando-se três faixas de renda, duas faixas de idade, distinguindo-se entre homens e mulheres.

A pesquisa permite o acompanhamento do nível de comprometimento do consumidor com dívidas e sua percepção em relação à capacidade de pagamento, fatores fundamentais para o processo de decisão dos empresários do comércio e demais agentes econômicos.


Fonte:FecomercioSP