Notícias

Home/ Notícias Online/ Notícias/ Prefeitura libera construção n...

Prefeitura libera construção na área do Playcenter

Publicada em : 24/07/2013

Complexo próximo à marginal Tietê será destinado a escritórios


A Prefeitura de São Paulo autorizou a construção de um megaempreendimento comercial na Marginal Tietê, em parte do terreno que antes era ocupado pelo Playcenter, fechado no ano passado. O empreendimento terá duas torres comerciais de 27 andares.

A construção foi aprovada por 15 votos a 1 em reunião no dia 4 de julho. Na decisão, publicada no Diário Oficial do município de sábado (20), a Prefeitura exigiu o pagamento à vista de R$ 40,88 milhões como contrapartida da Brasília Square Empreendimentos Imobiliários.

A operação urbana é uma iniciativa da Prefeitura para desenvolver aquela região da Zona Oeste. As construtoras compram títulos para que possam construir acima dos limites previstos, e o dinheiro arrecadado deve ser investido na infraestrutura do bairro.

No site da empresa Escritório Brasília de Imóveis, que seria a incorporadora responsável pelo empreendimento, há informações de que o complexo terá 216 salas e seis vagas por sala comercial.
O terreno tem 14.292 metros quadrados, mais do que um campo de futebol. O G1 tentou falar com a empresa, que não retornou o ligação até as 12h desta terça-feira (23).

O Playcenter fechou em julho de 2012. Parte da área foi comprada pela construtora PDG, que vai construir um empreendimento residencial.

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), afirmou nesta manhã que se trata de uma área com baixa ocupação de moradores. "Nós temos que ocupar organizadamente aquela área", disse.

Questionado sobre impacto no trânsito, Haddad afirmou que se trata de uma área bem servida de transporte público e citou a previsão de que o empreendedor faça melhorias na região. De acordo com o despacho da Câmara Técnica de Legislação Urbanística, responsável pela aprovação do projeto, o empreendimento é considerado um pólo gerador de tráfego, e a empresa responsável deverá realizar melhorias no entorno para minimizar o impacto do complexo no trânsito da região.

Fonte:G1