Notícias

Home/ Notícias Online/ Notícias/ Investimento em semáforos

Investimento em semáforos

Publicada em : 20/02/2013

Licitação para troca e manutenção deve ocorrer ainda no primeiro semestre


A Prefeitura de São Paulo vai investir mais de R$100 milhões na manutenção e substituição da rede de semáforos da cidade. De acordo com o prefeito Fernando Haddad, a CET – Companhia de Engenharia de Tráfego recebeu ordem para elaborar um edital que solucione o problema do mau funcionamento dos semáforos de São Paulo em dias de chuva.
“A ordem foi dada desde quinta-feira. Eu quero que a CET elabore um edital que ponha fim a esse transtorno. Vamos fazer o investimento estrutural necessário para acabar com esse problema e esse investimento pode superar os R$ 100 milhões”, disse o prefeito, depois de audiência com a bancada federal de São Paulo no Palácio dos Bandeirantes.
“Estou inconformado com a situação pedi um relatório de todo o problema. E o que eu constatei, inclusive por fotografias, é de que a rede de semáforos da cidade de São Paulo está toda precarizada. Vamos trocar o que for necessário para garantir um sistema semafórico de primeiro mundo. A encomenda foi clara.”, completou o prefeito.
A conclusão do edital e o processo licitatório que vai definir a empresa responsável pela manutenção dos semáforos da cidade devem ocorrer ainda no primeiro semestre. Em curto prazo, Haddad disse que já determinou a compra imediata dos estoques de reposição das peças necessárias para que os semáforos voltem a funcionar. “O contrato de manutenção atual não prevê a obrigatoriedade de a empresa repor a peça, só trocar, mas não existia um estoque de peças. Então determinei a compra imediata dos estoques de peças de reposição.”

Monitoramento das chuvas

Desde a última quinta-feira o prefeito Fernando Haddad monitora as chuvas em São Paulo. Sua avaliação é de que as medidas anunciadas no começo do ano estão em andamento e ajudaram a atenuar os efeitos das fortes chuvas. Entre as medidas estão as limpezas de 120 mil bocas de lobo, 130km de galerias e ramais, 308km de córregos, além de mais de 1.400 toneladas de entulho recolhido durante a operação Cara-Bagulho.

Fonte:SECOM