Notícias

Home/ Notícias Online/ Notícias/ CFO Brasileiro é o mais otimis...

CFO Brasileiro é o mais otimista

Publicada em : 18/07/2012

Revela pesquisa da Michael Page

Pesquisa global da Michael Page realizada no primeiro trimestre de 2012 com 4,3 mil CFOs ao redor do mundo, sendo 500 brasileiros, avaliou o que pensam esses executivos sobre a situação econômica do seu país ou região. Os brasileiros estão entre os mais otimistas.

Para 69% dos CFOs brasileiros ouvidos pela Michael Page, a situação econômica do país é boa, sendo que 11% consideram o cenário excelente e 18% satisfatório. Apenas 2% consideram o desempenho da economia brasileira ruim.

Por outro lado, a crise econômica internacional, como já era esperado, influenciou a opinião dos executivos alocados na Europa e Estados Unidos. Para 50% dos CFOs europeus o desempenho macroeconômico da região é fraco, enquanto que 34% dos americanos mantém a mesma impressão sobre seu país. A principal diferença entre as duas regiões está relacionado ao desempenho da economia satisfatório: 50% dos americanos contra 32% dos europeus.

Vivendo um cenário macroeconômico com uma influência ainda moderada da crise econômica européia, 53% dos CFOs na América do Sul consideram a situação econômica boa e 32% satisfatória. Apenas 7% analisaram que a economia da região vive um momento ruim. Nas regiões da Ásia e do Pacífico, entre 79% e 91% dos CFOs consideram o desempenho da região entre bom e satisfatório.

Crise da porta para fora
Embora o pessimismo domine a opinião dos CFOs Europeus sobre o cenário macroeconômico, o mesmo não acontece quando são perguntados sobre o desempenho financeiro de suas empresas. Para 81% desses executivos, apesar da crise, a avaliação sobre a performance de suas companhias é positiva.

Entre os americanos a satisfação com os resultados é ainda maior, 92% avaliam de forma positiva os resultados de suas empresas. Esse é o mesmo percentual de satisfação dos CFOS brasileiros, ou seja, no Brasil as opiniões sobre cenário macroeconômico e performance das empresas estão alinhadas.
 

Fonte:Conteúdo Comunicação