Notícias

Home/ Notícias Online/ Notícias/ Triplica obesidade entre joven...

Triplica obesidade entre jovens

Publicada em : 06/06/2012

Pesquisa do Instituto Dante Pazzanese teve como base registros de informações de 2,54 milhões de homens alistados no serviço militar

Estudo realizado pela divisão de nutrição clínica do Instituto Dante Pazzanese, unidade da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo referência em cardiologia, aponta que, em 30 anos, triplicou o número de homens obesos no Estado.

A pesquisa foi realizada com 2,54 milhões de homens, moradores do Estado de São Paulo, em início da vida adulta, alistados no serviço militar entre os anos de 1978 e 2008.

No final dos anos 1970, apenas 0,9% dos alistados no Exército que fizeram a primeira medição eram classificados como obesos. Em 2008 a taxa dos jovens na faixa de obesidade subiu para 2,8%.

Segundo com Daniel Magnoni, médico da Divisão de Nutrição Clínica do Instituto Dante Pazzanese e um dos coordenadores da pesquisa, explica que, entre os fatores que justificam o aumento da obesidade no universo masculino está o estímulo do aleitamento artificial em detrimento do aleitamento materno.

Além disso, a elevação do sedentarismo durante a infância e a juventude, o maior consumo de fast-food e a mudança do perfil nutricional da família brasileira também contribuíram para o crescimento da obesidade no universo masculino.
“O jovem brasileiro deixou de comer arroz e feijão para se alimentar mais de massas e de doces”, afirma Magnoni.

Entre medidas sugeridas pelo especialista para controlar o avanço da doença na população paulista está a implantação da educação nutricional na pré-escola, o aumento da realização da atividade física e a desoneração de imposto dos alimentos mais saudáveis, como frutas e verduras.

A obesidade é definida para pessoas que tem o índice de massa corpórea maior do que 30. Esse índice é calculado através da divisão do peso pela altura, elevada ao quadrado (IMC=P/H²).

Além de diminuir a qualidade e a expectativa de vida, a obesidade aumenta o risco do desenvolvimento de diabetes, hipertensão, doenças coronariana e acidentes vasculares.

A pesquisa foi apresentada na quinta-feira, 31 de maio, durante a realização da “Semana Obesidade Zero”, evento promovido pelo Dante Pazzanese para orientar e conscientizar a população e os profissionais da saúde sobre os perigos e tratamentos da doença.

O Instituto Dante Pazzanese fica na avenida Dante Pazzanese, 500, Ibirapuera, zona sul da capital. 

Fonte:Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo