Notícias

Home/ Notícias Online/ Notícias/ Ampliação das pistas da Rodov...

Ampliação das pistas da Rodovia Anhanguera

Publicada em : 09/05/2012

Investimentos para construção de marginais e terceira faixa na região de Campinas, viabilizados pelo Programa de Concessões, somam R$ 142 milhões

O governador Geraldo Alckmin deu início às obras de um importante pacote de investimentos na Rodovia Anhanguera (SP-330). As melhorias irão proporcionar a reordenação do tráfego urbano e de longa distância, maior fluidez de tráfego e mais segurança para os usuários na região de Campinas, Sumaré, Nova Odessa, Americana, Jundiaí e Louveira. Os investimentos somam R$ 142 milhões, viabilizados pelo Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo.

Será iniciada a construção de 23 quilômetros de pistas marginais e de 17 quilômetros de terceira faixa na Anhanguera, no trecho entre Jundiaí e Americana. A construção de marginais será realizada em trechos: entre o km 86 e o km 92 (região de Valinhos e Campinas) em ambos os sentidos, com previsão de término para abril de 2014; entre o km 103 e o km 110, em ambas as pistas (região de Campinas e Sumaré), com conclusão prevista para abril de 2013; do km 110 ao km 120 (região de Americana e Sumaré) com término previsto para abril de 2014.

Já a terceira faixa da Anhanguera será construída entre o km 62 e o km 71 (entre Jundiaí e Louveira) com conclusão prevista para abril de 2014, e do km 120 ao km 128 (Americana), nos dois sentidos, devendo ser encerrada em abril de 2013.

O pacote de investimentos também inclui a reconstrução de quatro passarelas para pedestres e de um viaduto, além da implantação de quatro viadutos e de ponte sobre o Córrego Tijuco Preto. A previsão de término de todas as melhorias é abril de 2014.

As obras serão executadas pela Concessionária AutoBan e vão beneficiar mais de 2 milhões de pessoas na região, incluindo moradores das cidades vizinhas à rodovia, além de outras como Limeira, Hortolândia, Vinhedo e Valinhos. Também serão beneficiados os trabalhadores de diversas empresas ao longo da via, entre elas estão Honda, 3M, Pirelli, Goodyear, Bosch e Foxconn.

Todas as melhorias são viabilizadas pelo Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo. O Programa também beneficia os municípios que são cortados por rodovias da malha concessionada, que recebem repasse de ISS-QN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza). O imposto incide sobra a tarifa de pedágio desde 2000. Até 2011, o repasse foi de R$ 100 milhões para Campinas, R$ 34 milhões para Sumaré, R$ 16 milhões para Americana, R$ 76 milhões para Jundiaí e R$ 5,7 milhões para Louveira. A transferência de verba é feita para 256 prefeituras do Estado, proporcionalmente à extensão da rodovia que atravessa o município.

Pavimento da Rodovia dos Bandeirantes é reconstruído com asfalto ecológico

A Rodovia dos Bandeirantes (SP 348) passou por obras de reconstrução de seu pavimento no trecho entre São Paulo e Campinas. A revitalização da pista começou há dois anos e incluiu a restauração total do pavimento e de suas bases, com utilização de asfalto ecológico. As obras irão proporcionar mais segurança e maior vida útil às faixas de rolamento.

Na reconstrução do pavimento, a Artesp e a concessionária levaram em conta a preocupação ambiental. Por isso, foram utilizados processos de reciclagem, com reaproveitamento dos materiais retirados, e revestimento asfáltico com borracha de pneus velhos. Além dos benefícios ecológicos, o piso de asfalto borracha vai aumentar em 20% a durabilidade do pavimento e proporcionar ganhos de 15% na aderência do veículo à pista. Foram investidos nessa obra de recape ecológico R$ 90 milhões.

A revitalização cobriu toda a extensão da Bandeirantes: 600 quilômetros de faixas. Para formar o asfalto com borracha foram utilizados 450 mil pneus (que levam até 600 anos para se decompor) e reciclados 84 mil metros cúbicos de asfalto velho, o que equivale à carga de 14 mil caminhões.  

Fonte:ARTESP - Assessoria de Imprensa