Notícias

Home/ Notícias Online/ Notícias/ Prêmio Sebrae Mulher de Negóci...

Prêmio Sebrae Mulher de Negócios

Publicada em : 13/02/2012

Empresária da Zona Leste, Liliana Chiodo Cherfen foi uma das finalistas e homenageada com o segundo lugar na categoria Pequenos Negócios



Nascida no Belenzinho e criada em Atibaia, interior de São Paulo, Liliana Chiodo Cherfen foi uma das finalistas e homenageada com o segundo lugar na categoria Pequenos Negócios do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios, dedicado a mulheres à frente de micro e pequenas empresas que possuam histórias de superação e sucesso em seus empreendimentos.

Aos 37 anos, formada como administradora pelo Mackenzie e com MBA pela Faap, Liliana comanda a indústria de sistemas de comunicação para chamadas de enfermagem Sincron, com uma equipe de 20 funcionários, no bairro da Mooca.

A Sincron desenvolve, fabrica, comercializa, instala e presta assistência técnica no segmento de equipamentos destinados a chamadas de enfermagem (comunicação entre o paciente no leito do hospital e equipe de atendimento), e tem na carteira de clientes grandes clínicas e hospitais.

Como tudo começou

Depois da experiência como funcionária de multinacional no setor automotivo, a maternidade, que muitas vezes pode atrapalhar a carreira da mulher, acabou ajudando Liliana a decidir-se pelo empreendedorismo. Em 2003, teve seu primeiro filho, e começaram a surgir as interrogações com o horário e a jornada de trabalho, que era preciso cumprir e, muitas vezes, exceder.

Em 2005, surgiu a oportunidade de comprar uma marca que existia há 75 anos, e que estava com sérios problemas de administração, atualização tecnológica e financeira. “Iniciei, então, o caminho de trabalhar com um produto eletrônico dentro do mercado hospitalar. Comecei com três funcionários, e trabalhamos a marca, pioneira no segmento de chamadas de enfermagem. Meu maior desafio foi convencer os clientes de que eu, uma mulher, tinha comprado a marca. E que a partir dali suas insatisfações seriam ouvidas e tentaríamos saná-las, não com algum passe de mágica, mas com transparência e muita vontade de acertar”, conta a empresária.

O sucesso

Hoje com uma equipe de funcionários maior e bem afinada, a empresa desenvolveu o design de novos equipamentos e se prepara para iniciar, em 2012, a comercialização de uma tecnologia até então inexistente no Brasil, com eletrônica 100% nacional.

Orgulhosa de ter ficado entre as 17 finalistas e da homenagem pelo segundo lugar em uma premiação que teve mais de 500 inscritas no estado de São Paulo, e mais ainda de comandar uma empresa 100% correta com a legislação e todos os impostos recolhidos, Liliana diz que este é apenas o começo. “Quero empregar mais pessoas, crescer, e sempre saudável, diversificando meu produto sem prejudicar o ambiente e sem agir de forma leviana no mercado”, conclui.

Premiação

O Sebrae promove o Prêmio Mulher de Negócios para reconhecer o trabalho e estimular o empreendedorismo feminino. Nesta edição, selecionou entre as 17 finalistas de São Paulo as duas melhores histórias de empresárias nas categorias pequenos negócios, para empreendedoras individuais (EI), micro e pequenas empresas; e negócios coletivos, para membros de grupos de produção formal, como cooperativas e associações de pequenos negócios, com geração de trabalho e renda.

Foram escolhidas para concorrer à fase final, em Brasília, Branca Lucia Neiva de Carvalho e Silva, de Botucatu, fundadora da cooperativa Arte e Ofício, e Florentina Zanoni Kera , proprietária do laboratório de análises clínicas LAC Pompéia, da cidade de Pompéia. No dia 08 de março, elas vão a Brasília representar o estado nas categorias Negócios Coletivos e Pequenos Negócios, respectivamente.

Fonte:Sebrae