Notícias

Home/ Notícias Online/ Notícias/ Churrasco de férias

Churrasco de férias

Publicada em : 30/01/2012

Todo cuidado é pouco na armazenagem e transporte de carnes

Nas férias, nada melhor do que preparar um bom churrasco para confraternizar com a família e os amigos na casa de praia. Mas como estamos no verão, é preciso redobrar os cuidados na hora da compra, transporte, armazenamento e manipulação das carnes para evitar contaminação e intoxicações alimentares. O primeiro passo para evitar problemas, segundo Bernardo Tomaz Farias, proprietário da Cruzeiro Carnes, é observar a limpeza, a organização do ambiente e a higiene dos atendentes do açougue.

“Observe também se o local apresenta condições adequadas para conservação dos alimentos oferecidos”, explica o empresário. A nutricionista Nathália Grijó Guedes, diretora da Nutri Action Consultoria Nutricional, orienta ainda a avaliar se os funcionários usam uniformes, se as carnes são acondicionadas em local limpo, se utlizam tábuas de madeira (que é proibido) e se é realizada a desinfecção do local adequadamente.

Outra dúvida bastante comum na hora da compra é referente ao tempo que as carnes podem permanecer fora de refrigeração depois de saírem do açougue. Conforme a nutricionista, até existem tempos e temperaturas ideais para manter os alimentos, mas é difícil de mensurar pois as pessoas não têm costume de ter um termômetro. “O ideal é que sejam levados rapidamente à geladeira ou ao freezer. O melhor é fazer tudo que tiver de fazer e deixar por último o açougue, encurtando esse tempo do alimento fora da refrigeração”, completa Nathália.

Com o calor que está fazendo, Bernardo dá outra dica importante para os clientes:. “Quando for ao açougue, leve sempre uma caixa ou sacola térmica, ou até mesmo um isopor com placas de gelo para tentar manter as características do alimento. E nunca deixe a carne dentro do carro fechado enquanto realiza outras tarefas na rua”.

De acordo com a nutricionista, se o alimento for preparado para o mesmo dia ou para o dia seguinte, pode ser mantido em geladeira, mas se for consumido em dias subseqüentes é preciso estocar no freezer. “Dependendo do tamanho da peça da carne ou frango esse pode ser separado em porções menores, etiquetados e armazenados. Visto que um alimento descongelado não pode retornar ao freezer para um recongelamento”.

Fonte:Elo Assessoria de Comunicação