Notícias

Home/ Notícias Online/ Notícias/ Aplicativo em áudio 3D

Aplicativo em áudio 3D

Publicada em : 12/01/2017

Bernardo Galegale e Gustavo Vaz criam a primeira série brasileira em áudio binaural (3D) e grafite digital

Patrícia Cividane
A ExCompanhia de Teatro, fundada e dirigida por Bernardo Galegale e Gustavo  Vaz, comemora cinco anos de história e lança pela Internet um aplicativo gratuito: O Enigma Voynich, que leva a dramaturgia do palco para os celulares. O evento de lançamento acontece no dia 31 de janeiro (terça-feira, às 19h), na sala Adoniran Barbosa do Centro Cultural São Paulo, com apresentação e demonstração do projeto, bem como conversa informal com o público.

Logo após o evento (às 22h) o aplicativo - compatível com os sistemas iOS e Android - será disponibilizado para maiores de 16 anos. O Enigma Voynich mistura narrativa ficcional, grafite digital e áudio 3D: as cenas devem ser vivenciadas com os olhos fechados, utilizando fones de ouvido.

O audioespectador acompanha a aventura como se estivesse “dentro da dramaturgia”, vivenciando a trama, sempre em primeira pessoa, ao se transformar no personagem José, historiador especialista no manuscrito Voynich – um livro ilustrado misterioso, indecifrável, escrito há mais de 600 anos. José se envolve em uma detetivesca trama sobre a decodificação do manuscrito ao mesmo tempo em que descobre estar perdendo a memória, encarando emocionantes situações de ação e suspense. A história se passa ao longo de 32 anos da vida do personagem central (de 1983 a 2015).

A série foi produzida utilizando a tecnologia de áudio binaural que recria a sensação de tridimensionalidade do espaço, possibilitando ao ouvinte a percepção das cenas com profundidade sonora realista, simulando um acontecimento ao vivo ao reproduzir os sons de forma idêntica à própria captação pelo ouvido humano. A direção de produção sonora ficou sob a batuta do músico e produtor de som Gabriel Spinosa.

O primeiro contato com O Enigma Voynich é visual, a partir de desenhos em grafite digital que situam o local onde a ação transcorre e mostram a posição em que a cena deve ser escutada – de pé, sentado, deitado.  Esses desenhos foram criados especialmente para o projeto pelo artista visual Achiles Luciano.

No transcorrer do audioseriado, algumas cenas só podem ser acessadas em bibliotecas municipais, como a Mário de Andrade, a Sérgio Milliet (no CCSP) e a Viriato Correia. É preciso ir pessoalmente ao local para continuar acompanhando a série. Nesse caso, o aplicativo usa uma ferramenta de geolocalização para desbloquear os episódios, automaticamente.

A ExCompanhia de Teatro promete sensações quase reais ao público que decidir vivenciar a trama de O Enigma Voynich na pele de José: experiências diversas como ser atingido por socos, tiros, ter relações sexuais e trocar beijos na boca com outra personagem, perder a consciência enquanto é levado para o hospital, ser submetido a uma cirurgia, sofrer a ameaça de cães raivosos, dentre muitas outras, além de passar por momentos históricos do Brasil como as Diretas Já, a Copa de 1990 e o massacre do Carandiru.

Conceitualmente, o projeto propõe discussão sobre a excessiva transferência da memória humana para o universo digital, a partir de um constante registro de experiências diárias em vídeos e fotos, diminuindo diretamente a vivência da própria experiência enquanto ela acontece. Além disso, o formato inédito da obra propõe a divisão da ideia do audiovisual em duas partes para que o público, por conta própria, una som e imagem usando a imaginação.

Após o lançamento do aplicativo, a ExCompanhia de Teatro promoverá, no mês de fevereiro, uma oficina gratuita de grafite digital com o Achiles Luciano, no Teatro do Centro da Terra.

O aplicativo O Enigma Voynich é resultado do projeto Audiodrama Seriado, viabilizado pelo Edital ProAC 2015 - Artes Integradas da Secretaria de Estado da Cultura.

O manuscrito Voynich

Guardado na Biblioteca da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, o Voynich é um manuscrito real, que imagina-se ter sido escrito há, aproximadamente, 600 anos por um autor até hoje desconhecido. Na sua construção foi utilizado um sistema de escrita não identificável, uma linguagem ininteligível, por isso é conhecido como "o livro que ninguém consegue ler". Ao longo de sua existência registrada, o manuscrito Voynich tem sido objeto de estudo de muitos criptógrafos, incluindo alguns dos maiores decifradores norte-americanos e britânicos na época da Segunda Guerra Mundial, sem êxito. Esta sucessão de falhas lhe rendeu fama na história da criptografia, mas também contribuiu para a teoria de ser simplesmente um embuste muito bem tramado, uma sequência arbitrária de símbolos. Ainda assim, existem hipóteses de que o manuscrito possa ter sido um dos primeiros trabalhos de Leonardo da Vinci, que carrega o segredo da vida eterna, ou até mesmo de que tenha sido feito por mãos alienígenas.

Aplicativo: O Enigma Voynich
Evento de lançamento: 31 de janeiro (terça, às 19h)
Local: Centro Cultural São Paulo (Sala Adoniran Barbosa)
Rua Vergueiro, 1000. Paraíso/SP. Telefone: (11) 3397-4002.
Entrada franca. Classificação: 16 anos. Capacidade: 622 lugares.
Download grátis / aplicativo: iOS e Android (31/01/16, a partir das 22h).
Informações: (11) 98186-0195 / 99614-0009 - https://www.facebook.com/oenigmavoynich
Achiles Luciano
Achiles Luciano

Fonte:VERBENA ASSESSORIA