Educação

Home/ Notícias Online/ Educação/ Irregularidade em Materiais Es...

Irregularidade em Materiais Escolares

Publicada em : 01/02/2016

Operação “Aluno Nota 10” analisou 51 produtos na Capital e em quatro cidades do Estado

Divulgação
O IPEM-SP (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo) analisou 51 produtos de uso escolar, sendo que 15,69% apresentaram irregularidades durante a Operação "Aluno Nota 10".
Os exames avaliaram se a indicação quantitativa das embalagens corresponde ao que o consumidor de fato leva para casa. O consumidor pode verificar o resultado de cada item no site da Instituição (www.ipem.sp.gov.br).

Foram analisados diferentes artigos de uso escolar como cadernos, etiquetas, purpurina, glitter, clips, plástico para encapar, fita adesiva, cola, tintas (guache, nanquim, acrílica), papel sulfite, papel crepom, massas de modelar, papéis em bloco (canson, vegetal, folha para fichário), entre outros itens, na Capital e nas Regionais do Instituto localizadas em Bauru, Ribeirão Preto, São Carlos e São José do Rio Preto.

As massinhas para modelar foram os itens com maior quantidade de irregularidades. Em uma delas, que declarava ter 90g de produto na embalagem, apresentou até 10% menos de produto. A mesma operação, em 2015, fiscalizou 81 lotes de produtos, com 10% de irregularidades encontradas.

Os fabricantes dos itens em desacordo com as normas foram autuados e têm até dez dias para apresentar defesa ao IPEM-SP. A multa pode variar de R$ 640 a R$ 30 mil, dobrando na reincidência.

Em caso de dúvidas ou denúncias, o consumidor pode entrar em contato com a Ouvidoria do pelo telefone 0800-0130-522, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, ou pelo e-mail: ouvidoria@ipem.sp.gov.br

Fonte:IPEM-SP