Educação

Home/ Notícias Online/ Educação/ Estudantes poderão trabalhar n...

Estudantes poderão trabalhar na Nova Zelândia

Publicada em : 07/11/2013

Agora é possível trabalhar e estudar na Nova Zelândia, durante cursos de inglês com mínimo de 14 semanas



A partir de janeiro de 2014 vai ficar mais fácil se manter durante intercâmbio na Nova Zelândia, porque os estudantes poderão trabalhar até 20 horas por semana, assim como já acontece na vizinha, Austrália.

A solicitação do visto já poderá ser feita em dezembro, e os alunos devem estar matriculados em cursos elegíveis de universidades ou escolas de categoria 1 (conforme escala da imigração), com duração de, no mínimo, 14 semanas, e que terão início em 2014.

A nova legislação foi aprovada em outubro pela imigração e pelo governo neozelandês que, até então, concediam essa autorização apenas para aqueles que se matriculavam em cursos com duração de 6 meses ou mais, e que comprovassem que tiveram nota 5.0 no IELTS – exame que mede a proficiência no idioma inglês.

Com a mudança, mais estudantes terão a oportunidade de trabalhar para se manter, e até juntar algum dinheiro, enquanto estudam inglês na Nova Zelândia, o que, consequentemente, vai atrair cada vez mais a procura de alunos ao país, ajudando a movimentar a economia local.

Com um custo de vida inferior ao do Reino Unido, Austrália, Canadá, EUA e a maioria dos países “concorrentes”, o intercâmbio na Nova Zelândia, com a garantia de emissão de visto de estudante com direito a trabalho, tem sido o grande atrativo das agências de viagem especializadas e, por isso, também amplamente divulgada pelas escolas de inglês neozelandesas, como mais uma ótima opção de destino para estudar e trabalhar no exterior.

Como esta mudança é recente, há regras e dicas específicas para fazer a solicitação de visto de estudante com direito a trabalho na Nova Zelândia, o que torna mais indicado que as pessoas procurem profissionais especializados para encaminhar o requerimento.

A Infovistos é uma das poucas empresas do país habilitadas para fazer a solicitação da emissão de visto para a Nova Zelândia, e está resguardada pelas informações oficiais do consulado neozelandês no Brasil. Por isso, uma boa indicação na hora de providenciar a documentação para a viagem.

Para solicitar o visto de estudante para a Nova Zelândia é preciso ter passaporte válido até no mínimo três meses após a data de saída da Nova Zelândia; duas fotos recentes (3,5 x 4,5); estar matriculado em uma instituição de ensino; garantia de hospedagem; e cópia da passagem aérea, além de outros documentos que poderão ser evidenciados com a ajuda da Infovistos.

Preencher o formulário para visto de estudante é outra etapa tão importante como reunir os documentos, por isso, a recomendação é se informar para não cometer erros ou fornecer dados inconsistentes, e até contraditórios, conforme a experiência de Alexandre Luís Pedrosa, diretor da Infovistos, que mantém parceria com as melhores e mais bem conceituadas agências de intercâmbio do país.

Para saber mais informações, acesse www.infovistos.com.br

Fonte:Marsi Comunicação