Educação

Home/ Notícias Online/ Educação/ Vivências da cultura afro-bras...

Vivências da cultura afro-brasileira

Publicada em : 04/11/2013

Idarayá: Caminhos Afro-brasilerios reúne atividades lúdicas para pais e filhos a partir das contribuições da cultura africana para a brasileira

Divulgação

No mês de novembro o Sesc Pinheiros apresenta a cultura africana e sua influência na cultura brasileira, por meio do projeto Idarayá: Caminhos Afro-brasilerios. De origem iorubá – idioma da família línguistica nigero-congolesa – a palavra significa “brincadeiras”. Por isso, a programação será repleta de atividades lúdicas que envolverão pessoas de todas as idades.

Com oficina de construção de instrumentos de percussão com material reciclável, tenda afro lúdica, vivência de danças circulares afro-brasileiras e de baiana rica (maracatu de baque virado), as atividades acontecerão nos ginásios Mosaico e Topázio, com inscrições gratuitas na hora e local (vagas limitadas).

ATIVIDADES

Construção de instrumentos de percussão com material reciclável:

Esta oficina de instrumentos percussivos e de efeitos de som é uma atividade pensada para todas as idades. Tem por intuito estimular a percepção rítmica e musical dos participantes, além da consciência ecológica, uma vez que os instrumentos afro-brasileiros serão construídos a partir de material reciclado.

Sob a instrução do oficineiro Ricardo Rabelo (pagode da 27) serão desenvolvidos no intervalo de duas horas, instrumentos afro brasileiros, usados em quase todos os ritmos do nosso país.

Data: 15 de novembro
Hora: 16h
Local: Ginásio Topázio – 5° andar
Classificação: livre
Grátis


Baiana Rica: Vivência de Maracatu de Baque Virado:

Nesta manifestação cultural afro-brasileira que mescla teatro, dança e música, o público conhecerá a história, os instrumentos e os cantos do maracatu de baque virado, participando ao final de um cortejo.

Data: 16 de novembro
Hora: 16h
Local: Ginásio Topázio – 5° andar
Classificação: livre
Grátis


Tenda Lúdica:

Serão desenvolvidas atividades lúdicas, para o conhecimento da cultura africana e sua influência na construção da identidade cultural brasileira, para trabalhar a afetividade, a identidade e fornecer elementos para a compreensão e respeito à diversidade cultural brasileira.

Com a mediação do grupo Ilú Oba de Min, serão desenvolvidas diversas atividades entre elas: confecção de bonecas negras, danças afro-brasileiras, musicalização, pinturas corporais do Povo L’Omo do Quênia, entre outras.

Data: 17 de novembro
Hora: 16h
Local: Ginásio Topázio – 5° andar
Classificação: livre
Grátis


Danças Circulares Afro-Brasilerias:

O movimento das Danças Circulares Sagradas iniciou-se com um resgate das danças folclóricas e tradicionais das mais diversas culturas e origens. Hoje espalhado pelos cinco continentes, possibilita uma viagem pelo mundo antigo e atual por meio de danças, músicas e movimentos de diversos povos. Esta vivência buscará resgatar nossas origens a partir das Danças Circulares, trazendo a energia da música e dos movimentos africanos e possibilitando uma integração entre a prática coletiva e individual.

Data: 20 de novembro
Hora: 16h
Local: Ginásio Mosaico – 4° andar
Classificação: livre
Grátis


Sesc Pinheiros
Endereço: Rua Paes Leme, 195.
Horário de funcionamento da Unidade: Terças a sextas, das 10h às 22h. Sábados, domingos e feriados, das 10h às 19h horas.
Horário de funcionamento da Bilheteria: Terça a sexta das 10h às 21h. Sábados das 10h às 21h, domingos e feriados das 10h às 18h.
Tel.: 11 3095.9400

ESTACIONAMENTO COM MANOBRISTA
Veículos, motos e bicicletas. Terça a sexta, das 7h às 22h; Sábado, domingo, feriado, das 10h às 19h.

Taxas: Matriculados no Sesc: R$ 6,00 três primeiras horas + R$ 1,00 a cada hora adicional; Não matriculados: R$ 8,00 três primeiras horas+ R$ 2,00 a cada hora adicional.
Para atividades no Teatro, preço único: R$ 6,00.

Sesc Pinheiros nas redes:
facebook.com/sescpinheiros
@sescpinheiros
youtube.com/sescpinheiros

Fonte:Imprensa Sesc Pinheiros