Educação

Home/ Notícias Online/ Educação/ Crianças da AACD assistem a fi...

Crianças da AACD assistem a filmes educativos

Publicada em : 13/12/2012

O Cine-Escola Caravana, projeto educacional que visa à democratização da sétima arte, vai passar por três unidades da instituição


O projeto Cine-Escola Caravana vai passar por três unidades da AACD – Associação de Assistência à Criança Deficiente em São Paulo. Entre os dias 12 e 18 de dezembro, as crianças poderão assisitir filmes sobre temas como diversidade cultural, respeito ao próximo, cultura e meio ambiente. A AACD Lar Escola São Francisco será a primeira a receber o projeto. As próximas sessões vão acontecer na AACD Mooca e AACD Ibirapuera. 

Em um país onde apenas 8% dos municípios possuem salas de cinema, o Cine-Escola Caravana percorre escolas públicas para democratizar o acesso à arte. Em uma lista de vários filmes sugeridos, o professor escolhe aqueles que mais se adaptam à realidade de seus alunos. Após a sessão, todo mundo se reúne e conversa sobre o que acabaram de assistir. As crianças ainda levam para casa uma atividade para brincar e aprender ainda mais sobre estes valores tão importantes.


Para o realizador do Cine-Escola Caravana, Carlos Ferraz, o que move o projeto é a constatação do poder da Comunicação na construção de cidadãos. A proposta é contribuir para o fortalecimento de processos Educomunicativos, que atuam  na necessidade de sermos educados para a incerteza e para a tolerância.

Aprovada junto ao Ministério da Cultura por meio da Lei Rouanet, a iniciativa é patrocinada pelo Instituto Renault e conta com o apoio do Ministério das Cidades, por meio do Denatran com o projeto Parada pela Vida. Durante 2012, a Caravana também realizou sessões em Cuiabá (MT), São José dos Pinhais (PR) e Niterói (RJ).

Os filmes – Uma simpática Traça que vive aventuras em uma biblioteca incentiva crianças à leitura, enquanto cinco personagens que levam suas vidas separados em compartimentos dentro de uma caixa mostram aos alunos os impactos que cada atitute têm sobre o meio ambiente. A diversidade e o respeito às diferenças são valores transmitidos por meio de um curta feito pelas crianças da aldeia indígena Guarani Tekoa Pyau, de São Paulo, durante a oficina Bem-Te-Vi.

Adotada, uma pequena orfã diz que todas as crianças têm direito a uma família que as ame e que cuide bem delas. Côco tem dificuldades com matemática na escola. Com amor, dedicação e criatividade, a professora de Côco ajuda a menina a vencer os obstáculos. As duas personagens fazem parte da série Direitos do Coração, produzida pela National Board Film do Canada (NFB) para a Convenção das Nações Unidas. O compilado de animações mostra às crianças que enquanto cidadãs, além de deveres, elas têm direito a uma vida mais digna.

Curupira, Saci-pererê, Boto cor-de-rosa e Iara também aparecem na tela de cinema montada nas escolas. A série Juro-que-Vi, produzida pela MultiRio - Empresa Municipal de Multimeios da Prefeitura do Rio de Janeiro, contou com a colaboração de crianças e apresenta diversas lendas brasileiras.

Fonte:Imprensa Cine-Escola Caravana