Educação

Home/ Notícias Online/ Educação/ Religiões em debate

Religiões em debate

Publicada em : 28/09/2012

Evento foi concebido pela direção pedagógica para estudantes do 9º ano do Fundamental e 2ª e 3ª séries do Ensino Médio


O assassinato de quatro americanos, inclusive um embaixador, por conta de um vídeo amador ofensivo ao Islã e ao profeta Maomé, exibido na internet. A questão israelo-palestina. A convivência pacífica entre budistas, católicos, judeus e muçulmanos no Brasil, e nem tanto fora dele. Os candidatos à prefeitura de São Paulo e sua busca pelo voto de religiosos. Esses temas, entre outros, certamente surgirão no I Encontro Inter-religioso do Colégio Elvira Brandão.

Com início marcado para as 10h30 desta segunda-feira (1/10) – o encerramento está previsto para 12h50 -, o debate reunirá o monge budista Daiko, o padre católico Jurandir de Souza, o sheikh islâmico Ahmad Mazloum e o vice-presidente do Centro de Cultura Judaica, Raul Meyer.

“O evento da escola evoca ao ecumenismo. Nossa intenção primeira é combater o preconceito, além de valorizar a liberdade de crença e reforçar aos alunos que muitas vezes essas religiões são radiografadas de forma distorcida. É evidente que contrário do que tais circunstâncias transmitem todas elas anseiam, na essência, pela paz e pela harmonia entre os povos”, assinala Walter Armellei, diretor pedagógico do Elvira Brandão. O encontro destina-se aos alunos do 9º ano do Ensino Fundamental e 2º e 3º ano do Ensino Médio. 

De acordo com Armellei, o tema central do encontro é Em Busca de Uma Vida Sustentável. O conteúdo definido entre a escola e os representantes das quatro religiões abrange visões do mundo atual e propostas para uma vida sustentável, bem como análises acerca do peso real das crenças teológicas nos destinos de países e povos.

“A História é impulsionada pela influência religiosa desde os primeiros tempos do Homem”, comenta Walter Armellei, diretor pedagógico do Elvira Brandão e idealizador do evento. Para o professor, acontecimentos recentes registrados em vários países - da fúria contra os Estados Unidos, em virtude do vídeo ofensivo ao profeta Maomé, até a perseguição política ao Dalai Lama incensada pelo governo chinês - constituem temas atuais, que devem receber atenção dos alunos e educadores com vistas ao aprimoramento intelectual e à preparação para vestibulares.

Fonte:BIA – Bureau de Ideias Associadas, Imprensa e Com. Est.