Educação

Home/ Notícias Online/ Educação/ Lancheira saudável

Lancheira saudável

Publicada em : 16/04/2012

O projeto tem por objetivo conscientizar e orientar pais e responsáveis sobre a importância de uma alimentação saudável e equilibrada


Monitorar o que as crianças comem todo o tempo é uma tarefa quase impossível. Na escola, a troca de lanches entre os alunos é algo comum, o que dificulta ainda mais o controle sobre o que os estudantes estão consumindo diariamente. Para tranquilizar os pais e incentivar os alunos a adotarem uma alimentação adequada, o Colégio Franciscano Nossa Senhora do Carmo (FraNSCarmo) desenvolveu o projeto ‘Lancheira Saudável’.

A ação, que acontece desde o início de 2010, é realizada pelas professoras da Educação Infantil, apoiada pela Coordenação do Colégio e pais dos alunos. São as educadoras as responsáveis para enviar aos pais um cardápio com opções de merenda, com itens que contemplem a necessidade calórica da faixa etária de cada aluno. Embora o cardápio não seja obrigatório, procuramos sempre manter um menu balanceado e leve, ou seja, com variedade de frutas, lanches com queijo branco e suco natural.

Este projeto tem como objetivo conscientizar e orientar pais e responsáveis sobre a importância de uma alimentação saudável e equilibrada. Ele acontece durante todo o ano letivo, e a professora da turma trabalha em duas frentes, com os alunos e com os pais/responsáveis.

O trabalho com os alunos consiste em desenvolver, durante as aulas, atividades reflexivas e práticas sobre os tipos de alimentos, conscientizando-os sobre a importância de ter uma alimentação de qualidade nutricional, inclusive oportunizando situações onde os alunos possam experimentar e degustar diferentes sabores, o que inclui as atividades da cozinha experimental (momento da rotina escolar onde as professoras desenvolvem aulas práticas de culinária) e horticultura (atividade que passa a integrar a rotina escolar em 2012. Nela os alunos plantarão verduras e hortaliças, as quais também serão utilizadas nas aulas da cozinha experimental). Com os pais é realizado um trabalho de informação e conscientização sobre sua responabilidade na formação de seus filhos, bem como, o de desenvolver hábitos saudáveis.

Segundo pesquisa realizada pelo IBGE, divulgada no segundo semestre de 2010, das crianças de 5 a 9 anos, uma em cada três (33,5%), tem excesso de peso e 14,3% são obesas. O número de crianças com peso acima do indicado representa um salto de 20 pontos percentuais em 20 anos. Estes índices que mostram a necessidade de se alimentar de maneira adequada cada vez mais cedo. Pais e escola devem conversar sobre a alimentação dos alunos na hora do recreio. Conscientização de pais e alunos, aliada ao consumo de lanches saudáveis são algumas atitudes que podem mudar os hábitos das crianças e, também, incentivá-las a comer dentro e fora da instituição de ensino alimentos benéficos, que possuem vitaminas, e auxiliam no desenvolvimento da criança.

Fonte:Communica Brasil