Educação

Home/ Notícias Online/ Educação/ Literatura indígena

Literatura indígena

Publicada em : 10/04/2012

famílias paulistanas poderão ouvir histórias, assistir apresentações de música e canto, e participar de oficinas de grafismo e ilustração indígena


No arborizado Espaço de Leitura do Parque da Água Branca, São Paulo, o Espaço de Leitura, projeto do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo organiza um evento no mês de abril sobre literatura e cultura indígena. A curadoria é de Deborah Kietzmann Goldemberg, antropóloga e escritora, que assinou o Sarau das Poéticas Indígenas da Casa das Rosas e busca sempre aproximar o público do índio contemporâneo.

Com a presença de índios de diversas etnias e lugares do Brasil, como Guarani, Pataxó, Munduruku, Pankararu e Kaingang, as famílias paulistanas poderão ouvir histórias, assistir apresentações de música e canto, e participar de oficinas de grafismo e ilustração indígena: “Esse evento vai celebrar que no Brasil fala-se 180 línguas além do português. Somos um país de grande diversidade cultural, onde vivem 220 povos indígenas. Alguns desses índios, desde a década de 80, estão escrevendo as suas próprias histórias para dialogar com o público brasileiro” afirma a curadora Deborah.

Os pontos altos do evento prometem ser: o bate-papo com o maior escritor de literatura indígena do Brasil, Daniel Munduruku, com dezenas de títulos publicados e traduzidos para outras línguas; a apresentação do Coral Guarani da Aldeia Krukutu com 25 índios de todas as idades; a apresentação de Bino Pankararu e os “escondidos”, figuras míticas da cosmologia desta etnia que vestem-se com roupas de palha. Além disso, as oficinas prometem ser uma oportunidade de interagir e aprender técnicas de arte indígena.

“O Espaço de Leitura é um projeto que visa romper barreiras sociais e culturais, usando a leitura como ferramenta. A proposta deste Awê é apresentar ao público a diversidade dentro da cultura indígena e diminuir o desconhecimento perante o que é ser índio no Brasil hoje, tendo sempre em mente que o respeito pelo outro e pelo que se considera ‘diferente’ é o que fará nossa sociedade mais justa”, explica Tatiana Fraga, gestora cultural do Espaço de Leitura.

Programação completa:

14 de abril – 11hs
Tema: Mundo Munduruku
- Apresentação do escritor indígena Daniel Munduruku

Maior escritor de literatura indígena brasileiro, Daniel Munduruku e graduado em Filosofia, com licenciatura em História e Psicologia, e recentemente obteve seu Doutorado em Educação. Seu livro Meu avô Apolinário foi escolhido pela Unesco para receber menção honrosa no Prêmio Literatura para Crianças e Jovens na Questão da Tolerância.

15 de abril – 11hs
Tema Mundo Munduruku
- Oficina de Ilustração indígena com Maurício Negro

Ilustrador, escritor e designer gráfico. Dedica-se a projetos de temática étnica, ambiental, ancestral, mitológica e em geral relacionados à diversidade cultural brasileira. Prêmio NOMA (Japão, 2008), Seleção CJ Picture Book Festival (Coreia, 2009), White Ravens (Alemanha, 2000) e Altamente Recomendável FNLIJ no Brasil.

21 de abril – 11hs
Tema: Mundo Nheengatu
- Oficina de máscaras dos caras-pretas em nheengatu com a ilustradora Aline Binns e João Paulo Ribeiro

Aline é uma multi-artista girando os fluxos, intentando a re-união da arte com a espiritualidade, e experienciando seus caminhos.

João Paulo Ribeiro é aluno de Linguística USP. Pesquisa a área de Revitalização de Línguas Indígenas com Bolsa Cientifica nos estudos do Nheengatu.

22 de abril – 11hs
Tema: Mundo Guarani
- Apresentação do Coral da Aldeia Guarani Krukutu

Olivio Jekupé é escritor de literatura nativa e presidente da Associação Guarani Nhe e Poram, e apresenta-se com o Coral da Aldeia Krukutu (Parrelheiros, SP).

28 de abril – 11hs
Tema: Mundo Pankararu
- Oficina de penachos & saia do “Escondido” Pankararu

Bino Pankararu, cacique da Comunidade Real Parque Pankararu, atualmente vive na aldeia Panakararu em Pernambuco.

29 de abril – 11hs
Tema Mundo Pankararu II
- Apresentação de Bino Pankararu e os “Escondidos”

Bino Pankararu, cacique da Comunidade Real Parque Pankararu, atualmente vive na aldeia Panakararu em Pernambuco. Apresenta-se com os jovens estudantes Pankararu Italo da Conceição da Pereira do Prado e Thales Wendher Pereira da Silva.

SERVIÇO
Espaço de Leitura
Aberto de terça a domingo, das 9 às 18 horas
Parque da Água Branca - Rua Ministro Godói, 180 - Perdizes – São Paulo
Mais informações: 11 2588.5918
Entrada gratuita
Espaço de Leitura, projeto do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo é administrado pela Poiesis – Organização Social de Cultura

Fonte:DGNK Assessoria de Imprensa