Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Show Amelinha

Show Amelinha

Publicada em : 04/08/2016

No repertório, grandes sucessos na voz da cantora

Clarissa Bertasso
Divulgação
Intérprete que fez grande sucesso no final da década de 70, Amelinha é atração da CAIXA Cultural São Paulo nos dias 26, 27 e 28 de agosto.

A cantora sobe ao palco para comemorar 40 anos de carreira com o show Janelas do Brasil – nome de seu 15º disco, que também ganhou versão em DVD gravado ao vivo no Teatro FECAP, em São Paulo.    

No repertório do espetáculo - que já lotou a CAIXA Cultural de Curitiba em junho, durante quatro noites - estão também os sucessos que marcaram sua trajetória, bem como novas canções de Zeca Baleiro, Chico César e Marcelo Jeneci.

Nascida em uma família musical de Fortaleza (CE), já aos 12 anos Amelinha (ainda Amélia Cláudia Garcia Colares) formou um trio vocal com sua irmã Silvia e uma amiga para se apresentarem em festas nas escolas. Quando se mudou para São Paulo, onde fez vestibular para Comunicação, continuou cantando, sempre incentivada pelos amigos.

Foi em 1975 que Amelinha começou, efetivamente, a sua gloriosa carreira artística, acompanhando Vinícius de Moraes e Toquinho em seu primeiro trabalho profissional como cantora, em Punta Del Este, Uruguai.
No ano seguinte, 1976, lança seu primeiro disco, “Flor da Paisagem”, que teve vendagem modesta, mas já apontava para um grande futuro.

Foi Deus que fez você

A música “Frevo Mulher”, de 1979, foi uma febre nacional que rendeu à Amelinha o primeiro Disco de Ouro da carreira. Mas o fenômeno aconteceu mesmo em 1980, quando ela “colocou abaixo” o Maracanãzinho, no Festival MPB 80, cantando “Foi Deus Que Fez Você”. Sucesso estrondoso, a música tornou-se marca registrada da cantora, foi gravada em compacto, homônimo, seguido do álbum Porta Secreta. Ambos foram Discos Quádruplos de Platina com mais de um milhão de cópias vendidas.

Em 1982, a cantora emplacava outro Disco de Ouro com o tema de abertura do seriado Lampião e Maria Bonita, da Rede Globo, “Mulher Nova, Bonita e Carinhosa, Faz o Homem Gemer Sem Sentir Dor”. Em 1983, veio o disco Romance da Lua Lua, que tinha como principal detalhe a afinidade da intérprete com as poesias que têm como cenário a lua, sua magia e toda sua energia. No ano seguinte, Amelinha emplacou outro mega sucesso em todas as rádios AM e FM, do norte ao sul do país; trata-se de “Água e Luz”. Na década de 80, a cearense gravou Fagner, Djavan, Gonzaguinha, Elomar, Geraldo Azevedo e Moraes Moreira, entre outros.

Em 1994, Amelinha lançou o décimo disco Só Forró. Esse CD é um projeto arrojado que reverencia riqueza da música nordestina, realizando um velho desejo de Gonzagão, que sempre quis que ela cantasse suas músicas. Outros lançamentos se sucederam: Cobra de Chifre (1996), Amelinha (1998), Vento Forró e Folia (2002). Depois de uma década sem gravar, a cantora lançou, em 2014, o CD Janelas do Brasil; e logo depois, o DVD do disco, em 2015. 

Repertório

“Galos, Noites e Quintais” (Belchior), “Terral” (Ednardo), “Água e Luz” (Tavito e Ricardo Magno), “Noites de Cetim” (Sérgio Natureza), “Eternas Ondas” (Zé Ramalho e Fagner), “Galope Rasante” (Zé Ramalho), “Felicidade” (Marcelo Jeneci e Chico César), “O Silêncio” (Zeca Baleiro), “Asa Partida” (Fagner e Abel silva), “Flor da Paisagem” (Fobertinho do Recife e Fausto Nilo), “Foi Deus Quem Fez Você” (Luiz Ramalho), “Mulher Nova Bonita e Carinhosa Faz Um Homem Gemer Sem Sentir Dor (Zé Ramalho), “Nossa Canção” (Luiz Ayrão), “Romance da Lua Lua” (Flaviola e Garcia Lorca), “Frevo Mulher” (Zé Ramalho), “Ave Maria” (Vicente Paiva) e “Mucuripe” (Belchior)


Serviço

Show: Amelinha

Em: Janelas do Brasil
Dias 26, 27 e 28 de agosto
Sexta, sábado e domingo, às 19h15
CAIXA Cultural São Paulo
Praça da Sé, 111 – Centro/SP. Tel: (11) 3321-4400
Classificação: Livre. Capacidade: 80 lugares. Duração: 1h20
Grátis. Ingressos a partir das 9h do dia do show (1 par por pessoa)
Acesso para pessoas com deficiência
Patrocínio: Caixa Econômica Federal
Produção: PERFIL comunicação e cultura

Fonte:Verbena Assessoria