Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ SESC na Virada 2015

SESC na Virada 2015

Publicada em : 15/06/2015

Várias atividades e espetáculos agitam o Sesc Campo Limpo

Divulgação
Nos dias 20 e 21 de junho, sábado e domingo, atividades culturais e artísticas agitam por 24 horas diversas unidades do Sesc da capital paulista. Os eventos integram a programação da Virada Cultural 2015. No Sesc Campo Limpo o público pode desfrutar de shows musicais, entre os quais se destaca Renato Teixeira e Orquestra filarmônica de Violas, oficinas para todas as idades, espetáculos e vivências para as crianças, contações de histórias e intervenções diversas.


CRIANÇAS

Vivência: Brincadeiras Populares Juninas
Brincadeiras e jogos da cultura popular muito presentes em festejos juninos como: gincanas, estafetas, brincadeiras dançadas, cantadas, de desafios e superstições. O grupo Anima Brasil, especialista em eventos de recreação e animação, organizará as vivências.
Livre. Grátis.
20/06. Sábado, às 18h.
21/06. Domingo, às 16h e às 18h

Oficina: Construção de Mini Estandarte
Crianças e adultos construirão juntos um mini estandarte de tecido, fitas e pequenos mimos em homenagem aos personagens das Festas Juninas que simbolizam o amor, a amizade e os caminhos da prosperidade. Com Cia. Zabilin. Sobre a Cia. Zabilin.  A Cia. de dança-teatro que vem realizando trabalhos desde 2010 com e para o público infantil unindo a música, dança, teatro e contação de histórias. A Cia. pesquisa a cultura da infância e realiza espetáculos, cursos e oficinas nas linguagens artísticas. Já realizaram trabalhos na rede SESC SP, CEUS, Creche da Assembléia Legislativa, Organizações Não Governamentais e em Bibliotecas Municipais da cidade de São Paulo. Formada por Daniela Donasci, Douglas Mam, Marcela Costa e Natalia Kesper.
Livre.  Grátis.
21/06. Domingo, às 14h30

Oficina: Construção de Chapéu de Boi e Espada
Juntos, Pais e filhos constroem um chapéu de boi para brincarem na festa junina, utilizando jornais, papéis coloridos e fitas. O boizinho na cabeça faz referência aos festejos de bumba meu boi. Com Cia. Zabilin.  A Sobre a Cia. Zabilin Cia. de dança-teatro que vem realizando trabalhos desde 2010 com e para o público infantil unindo a música, dança, teatro e contação de histórias. A Cia. pesquisa a cultura da infância e realiza espetáculos, cursos e oficinas nas linguagens artísticas. Já realizaram trabalhos na rede SESC SP, CEUS, Creche da Assembleia Legislativa, Organizações Não Governamentais e em Bibliotecas Municipais da cidade de São Paulo. Formada por Daniela Donasci, Douglas Mam, Marcela Costa e Natalia Kesper.
Livre.  Grátis.
20/06. Sábado, às 15h

Contação de história: Mandi
Com Cia Toc Toc, Posso Entrar?
Uma lenda indígena que nos ensina como surgiu o principal alimento indígena, a partir do nascimento de uma menina muito diferente.
Livre. Grátis.
20/06. Sábado, às 15h

Vivência: Boi, Cacuriá e Coco
Crianças e seus acompanhantes poderão brincar e dançar no universo do Boi Bumbá, do Cacuriá, do Coco e da Ciranda experimentando o que há de mais simples e simbólico das brincadeiras juninas. Com Cia. Zabilin. Sobre a Cia. Zabilin:  Cia. de dança-teatro que vem realizando trabalhos desde 2010 com e para o público infantil unindo a música, dança, teatro e contação de histórias. A Cia. pesquisa a cultura da infância e realiza espetáculos, cursos e oficinas nas linguagens artísticas. Já realizaram trabalhos na rede SESC SP, CEUS, Creche da Assembleia Legislativa, Organizações Não Governamentais e em Bibliotecas Municipais da cidade de São Paulo.  Formada por Daniela Donasci, Douglas Mam, Marcela Costa e Natalia Kesper. 
Livre. Grátis
20/06. Sábado, às 17h

Espetáculo - São João do Carneirinho
O grupo faz uma celebração do período junino, quando se agradecem as colheitas realizadas e se acendem as fogueiras fazendo pedidos para o próximo ano. Um repertório cheio de diversão onde o público é convidado a participar cantando e fazendo várias brincadeiras. Coco, xote, baião e marchinhas formam a riqueza e a variedade de ritmos em São João do Carneirinho.
Livre. Grátis.
20.06 – Sábado, às 17h

Contação de história: A Onça e o Bode
Com Cia Toc Toc, Posso Entrar?
Conto popular brasileiro sobre uma onça e um bode que procuram um novo lugar pra morar. Uma grande trapalhada acontece e eles acabam escolhendo o mesmo lugar.  Esta história pode ser encontrada em outras versões por toda a América Latina.
Livre. Grátis.
21/06. Domingo, às 14h

Vivência: Brincadeiras de Mãos e Desafios
Adultos e crianças brincam juntos com jogos de desafios, adivinhações e de mãos típicos dos festejos juninos de várias partes do Brasil como pular fogueira, quadrinhas, duplas, pega chapéu etc.
Sobre a Cia. Zabilin:  grupo de dança-teatro que vem realizando trabalhos desde 2010 com e para o público infantil unindo a música, dança, teatro e contação de histórias. A Cia. pesquisa a cultura da infância e realiza espetáculos, cursos e oficinas nas linguagens artísticas. Já realizaram trabalhos na rede SESC SP, CEUS, Creche da Assembleia Legislativa, Organizações Não Governamentais e em Bibliotecas Municipais da cidade de São Paulo.  Formada por Daniela Donasci, Douglas Mam, Marcela Costa e Natalia Kesper.
Livre.  Grátis.
21/06. Domingo, às 16h


MÚSICA

Show: Renato Teixeira
O músico apresenta os grandes sucessos de sua carreira, como “Romaria”, “Frete”, “Tocando em Frente” e “Amanheceu”, entre outra. Renato Teixeira, um dos mais importantes representantes a música regional brasileira, promete uma apresentação de música regional, mostrando o estilo caipira original do Brasil, além de hits da música folk. Renato Teixeira – que recentemente completou 70 anos - nasceu em na baixada santista e, aos 14 anos, vivendo em Taubaté, interior de São Paulo, descobriu o jeito ingênuo e sentido de cantar a natureza que ouvia dos violeiros da região, sendo a quinta geração de músico de sua família. No final dos anos 60 participou de festivais e suas composições passaram a ser gravadas por nomes como Gal e até Roberto Carlos, mas foi Elis que concretizou seu sucesso com a interpretação de "Romaria". Ele é um dos responsáveis por modernizar a música caipira e regional, sem perder as suas raízes.
Livre. Grátis.
20/06. Sábado, às 20h

Show: Wilson Teixeira em Tributo a Tonico e Tinoco
Acompanhado por Vinícius Bini (contrabaixo) e Walter Bini (violão), Wilson Teixeira homenageia o cancioneiro da tradicional dupla Tonico e Tinoco. O violeiro faz uma viagem no tempo, recordando canções dos primeiros LPs e grandes sucessos dos 60 anos de carreira dos caipiras, como “Moreninha Linda”, “Tristeza do Jeca”, “Chico Mineiro”, “Beijinho Doce”, “Cavalo Preto” e “Mourão da Porteir”, além de recordar causos e fatos curiosos da dupla conhecida como dupla “Coração do Brasil”. A ideia desse show partiu das referências sertanejas do músico e de histórias passadas de pai para filho. Wilson nasceu em Avaré, interior de São Paulo, e cresceu ouvindo música de raiz, da qual Tonico e Tinoco é uma das mais representativas influências. Com 15 anos de carreira, Wilson Teixeira é também compositor que investe na pluralidade de sons e ritmos da música caipira e urbana, influenciado por mestres da viola e da música popular brasileira, sem deixar de lado o toque de experimentalismo. Seu primeiro CD, Almanaque Rural (2007), mistura ritmos e acordes com foco na cultura tradicional, pautadas pela folk music.
Livre. Grátis.
21/06. Domingo, às 13h

Intervenção: Causos e Cantigas de Viola
Com Fabio Porte
Intervenção musical com contos, causos e cantigas de viola, com intuito de preservar história e apresentar para nova geração a cultura caipira. Fabio Porte, músico e compositor paulistano, filho do violeiro e luthier Luís Porte. Além da viola caipira, Fabio toca violão e cavaquinho, sendo intérprete não apenas de músicas caipiras, mas também de MPB e choro. Participou como baixista e guitarrista convidado do Tem Viola no Forró, de João Ormond, com o qual gravou um CD. Sua trajetória solo começou em 2012, com o disco de música regional Caboclo Folgado. O segundo trabalho, o instrumental Jacarandá do Brasil, mostra sua intimidade com a viola caipira e faz uma homenagem à pluralidade da cultura musical brasileira. Já Trilhos da Vida é o álbum que marca o estilo do artista.
Livre. Grátis.
21/06. Domingo, das 14h30 às 18h30

Show: Os Favoritos da Catira
O grupo Os Favoritos da Catira, formado no começo da década de 1980, apresenta repertório tradicional da música e da dança caipira em intervenções que procuram preservar e difundir as nuances e as expressões culturais do espaço rural paulista. A persistência em manter na grande metrópole a música raiz, o folclore e o modo de vida paulista é a base da existência do grupo. Convivendo com a diversidade cultural, expressa às novas gerações costumes e tradições da catira, folias de reis e outras manifestações rurais que trazem a intersecção do sagrado e do profano, do autêntico e do moderno.
Livre. Grátis.
21/06. Domingo, às 15h.

Concerto: Orquestra Filarmônica de Violas
Obras de Villa-Lobos, Tom Jobim, Hermeto Pascoal, Dominguinhos, Almir Sater, Patativa do Assaré, Tião Carreiro e Tonico e Tinoco ganham nova vida ao som das violas da Orquestra Filarmônica, buscando sempre reconhecer e respeitar as particularidades inerentes a cada obra, a cada autor. O grupo foi criado em agosto de 2001, pelo músico Ivan Vilela e, atualmente, conta com a direção artística de João Paulo Amaral.  O espetáculo é baseado no repertório do segundo CD (Orquestra Filarmônica de Violas II)e também recorda alguns arranjos do primeiro.  A maior parte das obras são interpretadas pela totalidade da orquestra, mas o show tem também alguns arranjos executados por trabalhos paralelos de alguns integrantes.  O roteiro contempla também declamações, poemas e comentários históricos da viola que valorizam as obras interpretadas. Há espaço também para a trradicional moda-de-viola, na voz de uma dupla de violeiros.  No repertório, músicas como “Chico Mineiro” (Tonico e Tinoco, arranjo de João Paulo do Amaral), “Romaria” (Renato Teixeira, arranjo de Rodrigo Nali), “Casinha Branca” (Elpídio dos Santos,com arranjo de João Paulo do Amaral), “Vaca Estrela e Boi Fubá” (Patativa do Assaré, arranjo de João Paulo Amaral) e outras.
Livre. Grátis.
21/06. Domingo, às 18h3h


OUTROS

Dança/vivência: MOVM VD - Movimento Vídeo Dança
Proposta do MOVM VD envolve a linguagem artística de vídeo dança. O programa inclui apresentação das estruturas de dança contemporânea e alfabetização audiovisual, em especial os enquadramentos e noções de filmagem. Recomendado para faixa etária de 11 a 16 anos.
Livre. Grátis.
20/06. Sábado, das 13h às 17h

Intervenção junina: Debaixo do Chapéu Tem Causo Pra Dedéu
Com A Cia. Bisclof.
Dois caipiras, um com uma viola e outro com o violão, abordam o público de forma leve e divertida com muitos causos, músicas e piadas, transportando as pessoas ao universo tranquilo do campo, de pessoas humildes e sábias, simples e espertas, de crenças populares, anedotas e risadas. Afinal, a vida pode ser muito mais simples do que a gente pensa!
Livre. Grátis.
20 e 21/06. Sábado, às 16h e Domingo, às 14h.

Artes visuais - Intervenções na Arquitetura
Artistas contemporâneos com experiência em ocupações de espaços urbanos desenvolvem projetos concebidos especialmente para a arquitetura do Sesc Campo Limpo. Com Speto – Fachada da unidade, Fábio Cristo - Caixa d’agua, Flávia Mielnik e Laura Gorski - Tapumes, Mauro Neri - Muro, Fefe Talavera - Cabines de elétrica.
Livre.  Grátis
20/06. Sábado, das 18h às 22h
21/06. Domingo, das 11h às 18h
Divulgação
Divulgação

Fonte:Sesc Campo Limpo / Verbena Comunicação