Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Sabiá

Sabiá

Publicada em : 14/05/2014

Espetáculo faz reflexão sobre o período da Ditadura Militar Brasileira

Rodrigo Reis
Com texto e direção de Paulo Faria no MuBE Nova Cultural (Rua Alemanha, 221, Jd Europa, São Paulo). Livremente inspirada na canção de Chico Buarque e Tom Jobim, a montagem traz a reflexão sobre os 50 anos do Golpe Militar, como recorte e espelho do que foi e é a realidade de muitas famílias e amigos daqueles que se posicionaram contra e em ação direta ao regime totalitário. A temporada vai até o dia 06 julho de 2014.

A peça se passa durante um dia inteiro, num mesmo cenário: uma sala vazia. As personagens são alinhavadas com o recurso de flashback. O mundo de Helena e Joana tem o tempo cronológico real, que acompanha as horas do dia. O espaço em que aparece Ricardo é do tempo psicológico da lembrança, contado de trás para frente. Do momento mais próximo da lembrança ao mais distante e esquecido, como numa regressão. A construção narrativa de Sabiá é simples, dentro da estrutura de um drama. A linguagem tem ritmo ágil com aproveitamento da repetição de imagens e palavras, para deslocar ações de um ambiente a outro da lembrança, sem interromper o fluxo de emoção de uma trama que se revela ao final, com pequenas doses de suspense.

Atualmente, com a criação da Comissão da Verdade, a sociedade brasileira marca também sua acentua sua expectativa em esclarecer os fatos da ditadura e reconstruir partes obscuras da nossa história. A criação dessa Comissão aponta para a necessidade de evidenciar e dar luz às feridas coletivas e individuais de gerações passadas, mas que perduram até os dias atuais.

Tocando neste tema ainda tão presente no país, a peça propõe a arte como expressão cultural e resgate crítico da história nacional. A sutileza do espetáculo contrapõe-se à dureza da história e dos fatos narrados.

SINOPSE

Após três anos de separação, duas amigas se reencontram.  Helena visita Joana. Helena traz a revelação de um segredo sobre o desaparecimento de Ricardo. Seu antigo namorado e irmão de Joana. Ricardo foi morto pelos militares durante a ditadura militar e seu corpo nunca foi encontrado. Através de flashback, é revelado um Brasil de trinta anos atrás. Numa estrutura dramática, as personagens vão revelando seus fantasmas, e a surpresa de um Brasil atual ainda entranhado pela agonia de quem sofreu e sofre as sequelas da ditadura. Uma história de amor e heroísmo, numa lembrança poética de jovens que lutaram contra este período terrível de um Brasil ainda não digerido suficientemente.


TEATRO MUBE NOVA CULTURAL
Temporada: Até 06 de julho de 2014
Rua Alemanha, 221 – Jd. Europa – São Paulo/ SP
Maio: Sábados ás 21h30 e Domingos ás 18h00.
Junho e julho: Sextas e sábados às 21h30 e Domingos às 18h00.
Ingresso: R$40,00 / R$20,00 (meia)
Duração: 70 minutos/ Classificação: 14 anos
Capacidade: 192 lugares, mais 20 lugares extras e 2 para portadores de necessidades especiais de mobilidade
Bilheteria do teatro: (11) 4301-7521 e 2386-8194
Site: mubenovacultural.com.br
Venda de ingresso pelo Ingresso Rápido e na bilheteria do teatro

Fonte:Canal Aberto Assessoria de Imprensa