Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Espetáculo Odisseia

Espetáculo Odisseia

Publicada em : 13/02/2014

Temporada teve início em fevereiro, com ingressos a R$10,00

Divulgação
Depois do sucesso das temporadas em São Paulo, no Galpão do Folias e no Tusp, o espetáculo “Odisseia”, inspirado no texto original de Homero, escrito há quase três mil anos, faz nova temporada com preços populares , desta vez no Teatro Cacilda Becker. As apresentações acontecem a partir do dia 07 de fevereiro, com sessões às sextas e sábados às 21h e domingo às 19h, com ingresos a R$10,00.

A montagem trata-se do trabalho inaugural do núcleo experimental Estúdio da Cena, integrado por atores formados pela ESCH (Escola Superior de Artes Célia Helena) e pelo Teatro Escola Célia Helena., “Odisseia” tem concepção e direção de Marco Antonio Rodrigues e dramaturgia de Samir Yazbek e Estúdio da Cena. Ambos são professores da ESCH, responsável pela realização do projeto. No elenco, o espetáculo traz os atores Camila Caparroz, Fernanda Aloi, Gabriel Muglia, Alexandre Menezes, Natália Kronig, Pedro Carrasco, Pedro Lopes, Rafael Faustino, Renata Asato  e  Sarah Campos.

O Estúdio da Cena foi criado para aprofundar, fora do ambiente acadêmico, o vasto trabalho de pesquisa artística desenvolvido pela instituição. Com produção geral da L C Produções Artísticas, capitaneada pela diretora da ESCH, a atriz Lígia Cortez, “Odisseia” conta ainda com outros importantes nomes do teatro brasileiro, também professores da ESCH, como Ulisses Cohn (cenógrafo) e Atilio Beline Vaz (figurinista).

Vale ressaltar que, após a temporada no Teatro Cacilda Becker, a montagem terá ainda quatro apresentações no Teatro Célia Helena, nos días 15, 16, 22 e 23 de março .


CONCEPÇÃO

A escolha da “Odisseia”, de Homero, como elemento propulsor deste trabalho construído a partir dos estímulos do diretor e dos improvisos dos atores, deu-se pelo fato de ser um texto matriz do pensamento simbólico universal, tendo como pano de fundo a mitologia grega, recriada por um dos maiores poetas de todos os tempos, contando a aventura de Odisseu, conquistador de Tróia, que abdica da imortalidade, para retornar à Ítaca, sua terra natal.

Entendendo que o caráter de uma obra assim transcende sua época, “Odisseia”  tornou-se, para os envolvidos neste projeto, um enigma inspirador, assim como foi para James Joyce e Sergei Eisenstein, passando por Bertolt Brecht e contemporâneos, como o diretor de cinema Mike Leigh.

Em todos esses casos, buscou-se atualizar, por meio da inesgotável fonte homérica, as angústias e interrogações de uma época. Nesta “Odisseia”, após 18 meses de ensaio, a atualização se configurou por meio dos depoimentos dos atores, do diretor e do dramaturgo, amalgamados no texto final.


ENREDO

“Odisseia” parte do argumento original de Homero, recriando as peripécias de Odisseu para retornar à sua terra natal, Ítaca, após a guerra de Tróia, enfatizando sua perplexidade diante de um mundo que ele, 30 anos depois, já não reconhece mais.

Outras personagens da história, entre elas Penélope e seu filho Telêmaco, que esperam pela volta de Odisseu, são apresentadas por um narrador contemporâneo – no espetáculo, o próprio Odisseu –, que revela, por meio de sua memória e imaginação, uma visão ácida e por vezes bem humorada a respeito dos fatos.

Deparando-se com as transformações que atingiram nossa subjetividade, no período “pós-ditadura”, em que o individualismo grassou tanto na esfera pública quanto na privada – individualismo simbolizado, na peça, pelos “pretendentes” –, Odisseu acaba por constatar, em seu retorno, não só a fragilidade das relações pessoais, mas a corrosão de todo o tecido social.

Essa situação se impõe de forma inequívoca por meio da espetacularização da imagem de Odisseu, perpetrada por seus amigos e familiares – dirigentes da empresa “Odisseus” –, que se aproveitam de sua ausência para criar um “mito” que seja, antes de tudo, lucrativo.

Ao negar esse novo “mito”, completamente esvaziado do sentido do original grego, Odisseu opta pela mortalidade, valorizando uma utopia tão necessária aos dias de hoje, a de uma humanidade que emerge de caminhos mais solidários.


SERVIÇO

Espetáculo Odisseia

Local: Teatro Cacilda Becker

Estreia: 07 de fevereiro

Temporada até: 02 de março

Horário: Sextas e sábados 21h e domingo 19h         

Ingressos: R$10,00

Endereço: Rua Tito, 295 - Lapa

Tel: (11) 3864.4513

Classificação etária: 16 anos

Duração: 110 minutos

Fonte:Sylvio Novelli - Assessoria em Comunicação