Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Chiquititas promete muita emoç...

Chiquititas promete muita emoção e diversão

Publicada em : 03/07/2013

Com versão de Iris Abravanel, a novela estreia no dia 15 de julho, às 20h30, no SBT


As Chiquititas vivem no Orfanato Raio de Luz, que possui a missão de receber crianças abandonadas ou órfãs e educá-las para propiciar boa formação acadêmica e bons princípios de caráter e conduta. Autoria de Iris Abravanel e direção geral de Reynaldo Boury, Chiquititas, que possui aproximadamente 300 capítulos, estreia na segunda-feira, 15 de julho, às 20h30, no SBT.

“A direção do SBT decidiu pelo remake de Chiquititas baseada no sucesso de Carrossel e nas pesquisas que indicavam a carência de uma programação infanto-juvenil neste horário”, explica Iris Abravanel.

A novela gira em torno do Orfanato Raio de Luz, que carrega em sua história um grande segredo envolvendo a família do empresário e dono do orfanato, Dr. José Ricardo Almeida Campos (Roberto Frota). Há 13 anos, sua filha, Gabriela (Naiumi Goldini), se apaixonou e engravidou de Miguel (Daniel Andrade), filho de Valentina (Sandra Pêra), empregada doméstica da mansão dos Almeida Campos. Esse acontecimento gerou um grande conflito que mudou a vida de todos.

Sabe-se apenas que o segredo deste conflito motivou o empresário a comprar um casarão para abrir um orfanato, batizado como Raio de Luz. Milena, apelidada como Mili (Giovanna Grigio), é a primeira moradora do orfanato, que tem Ernestina (Carla Fioroni) como zeladora, Chico (João Acaiabe) como cozinheiro e Sofia (Liza Vieira), ex-governanta da casa de José Ricardo, como diretora. Depois de Mili, as chiquititas Cris (Cinthia Cruz), Vivi (Lívia Inhudes), Ana (Giulia Garcia), Bia (Raissa Chaddad) e Tati (Gabriella Saraivah) também chegam ao orfanato e juntas se unem para encantar todos com muita alegria, confusões e travessuras.

Porém, tudo começa a mudar quando o filho de José Ricardo, Junior (Guilherme Boury), chega ao Brasil. Ele culpa o pai pela morte da mãe e fica em choque ao saber que sua irmã, Gabriela, está em estado de choque em um mundo impenetrável e paralelo à realidade há anos. Junior decide trabalhar na empresa da família, a rede de lojas Café Boutique, onde conhece a doce e corajosa Carolina (Manuela do Monte), estudante de psicologia e funcionária da loja.

Carol conhece por acaso quatro crianças moradoras de rua, são elas: Pata (Julia Olliver), Mosca (Gabriel Santana), Rafa (Filipe Cavalcante) e Binho (Gui Vieira). A estudante se preocupa com elas e pensa em uma solução para ajudá-las. A partir destes momentos a história de Carol e das Chiquititas se cruzam para o desenrolar de emoções repletas de mistérios, músicas, sonhos, alegrias e muitas surpresas.

Chiquititas tem a missão de continuar unindo a família brasileira, com uma história que retrata o dia a dia de crianças e pré-adolescentes de diferentes idades, que precisam lidar com conflitos reais, além das descobertas desta faixa etária, como por exemplo: problemas com rejeição, abandono e a chegada da puberdade.
“Por ser uma novela direcionada ao público infanto-juvenil, a orfandade e toda a questão de adoção serão abordadas com mais leveza e descontração. Necessariamente a criança órfã não está condenada a infelicidade, devido terem sido abandonadas pelos seus pais. Em sua maioria, os personagens são fortes, corajosos e muito divertidos”, esclarece Iris Abravanel.  

Para transmitir ao público os conflitos característicos da trama, a autora equilibra questões intensas com um universo de esperança, travessuras e muitas brincadeiras embaladas com música e dança.  

“Incluímos mais participações especiais e estamos trabalhando com os personagens que já existiam na trama original. Para deixar a novela mais leve e agradável, transformamos a fábrica que a Carol trabalhava em uma rede de lojas do Café Boutique. Já no orfanato, as crianças são as mesmas, com a diferença de que a personalidade de cada uma está mais definida”, afirma a autora.

A novela Chiquititas apresenta coreografias, músicas e videoclipes que ajudam a encantar o universo da trama. Para Ricardo Mantoanelli, um dos diretores da novela e responsável pelos clipes, o elenco comprou a ideia de trazer alegria nos vídeos. “Cada vez que o clipe entrar na novela será como se fosse uma cena mágica e lúdica. As gravações aconteceram em externas e nos cenários da novela. É maravilhoso trabalhar com as crianças e os adultos no contexto musical, pois tudo o que eu proponho eles aceitam com muita alegria”, resume o diretor.

Para o coreografo Eudóxio Junior, que assina as coreografias de Chiquititas, foi um trabalho prazeroso fazer a preparação das crianças: “Houve um trabalho intenso de três horas diárias nos dois primeiros meses de preparação, que envolveu alongamento, expressão corporal, ritmo e interpretação. É necessário muita dedicação e agilidade para aprender as coreografias. Elas são muito talentosas”, finaliza.

As questões ligadas ao mundo tecnológico também serão inclusas na novela e servirão como alerta para que os jovens consigam diferenciar o uso vantajoso, cultural e abusivo que a rede mundial de computadores oferece.
“A internet é um campo onde as crianças e adolescentes se sentem livres para se expressar. A tecnologia é uma ferramenta que se não for bem usada pode ser muito destrutiva.
Essas ferramentas estarão presentes em Chiquititas, mas sempre mostrando os benefícios e os prejuízos para o crescimento e desenvolvimento dos nossos jovens”, conta Iris Abravanel.

Para o bem-estar do elenco mirim, as crianças gravam no máximo seis horas por dia e para qualificar o desenvolvimento desses novos profissionais, o SBT disponibiliza uma equipe especializada para acompanhar o dia a dia delas. Pedagoga (Carolina Benzindo), fonoaudióloga (Camila Ribeiro Mercatelli), psicóloga (Rosa Maria Naccarato) e pediatra (Camila Marquezini) estabelecem um diálogo diário com o elenco mirim e seus pais.

As cenas de Chiquititas são gravadas nos estúdios 7 e 8 e também na cidade cenográfica do CDT Anhanguera. “A cidade cenográfica de Chiquititas ficou maravilhosa. As equipes de cenografia do SBT fizeram um excelente trabalho”, comemora a autora.

A construção de toda parte cenográfica da novela envolveu cerca de 200 profissionais. Inspirada em um antigo casarão inglês do século 18, o orfanato Raio de Luz foi composto a partir de um princípio que visa à ousadia. Paula Utimura, diretora de arte, utilizou textura sobre textura que derivou os desenhos, estampas e cores que estão espalhados pelos ambientes do orfanato. “O diferencial desse cenário é o contraste da arquitetura pesada do casarão com o toque de cor, alegria, diversão e do lúdico para as crianças”, explica Paula.

Para criar os uniformes, Cris Rose e Jeane Figueiredo, diretoras de figurino, pesquisaram o universo infantil e o histórico de roupas usadas em orfanatos brasileiros. A ideia é que os figurinos tragam uma linguagem inovadora para atrair o interesse do telespectador, embora a pesquisa aponte referencias mais antigas que também serão utilizadas, como as jardineiras das meninas. Para imprimir a personalidade de cada personagem, as figurinistas criaram acessórios, como laços de cabelo e tiaras que seguem o mesmo padrão de tecido splash do restante do uniforme. As crianças terão uniformização total que também conta com pijama, roupa de ginástica e uniforme para ir ao colégio. Já o figurino dos funcionários do Café Boutique trazem cores mais fechadas, inspiradas nas charmosas boutiques francesas.

Fonte:SBT