Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Toro Negro

Toro Negro

Publicada em : 10/04/2013

Espetáculo de dança espanhola une flamenco e literatura de Clarice Lispector


Projeto é idealizado pela bailarina Carolina Zanforlin, que divide o palco com o cubano Miguel Alonso, e se inspira no texto Espanha da escritora brasileira. O dialogo de dança e literatura se alcança pelo uso de dança, música, vídeo e poesia. A trilha sonora é original e a direção está sob a batuta de Debora Dubois

O grito do Olé, o dedilhado dos músicos e a harmonia das cordas do violão. O sapateado e os movimentos desenfreados da coreografia detalhada em cada gesto, olhar e postura dos bailarinos. Enraizado na cultura cigana e dos mouros, a arte do flamenco atravessou gerações e recebeu influências do mundo inteiro. A técnica e atmosfera dessa dança foram transportadas para as palavras que compõem o texto Espanha, de Clarice Lispector. Todas as sensações e impressões do trabalho da escritora brasileira serviram de propulsor para a criação do espetáculo Toro Negro, que estreia dia 4 de abril, quinta-feira, às 21 horas, no Teatro Itália.

Dirigido por Debora Dubois, a performance traz em cena a solista Carolina Zanforlin e o bailarino cubano Miguel Alonso, com coreografia da dupla em parceria com a espanhola La Truco.  Os dançarinos são embalados pela trilha sonora original, executada ao vivo pelos músicos Conrado Gmeneir, Davi Caldeira, Letícia Malvares, Luciano Khatib e Fernando de Marilia.

Toro Negro busca uma intersecção entre a cultura espanhola e a literatura brasileira por meio da junção do Flamenco, dança típica da Espanha, aos escritos de Clarice Lispector, uma autora que enxergou a beleza e a força da dança flamenca. A idealização do projeto é de Carolina Zanforlin que enfatiza que esse documento da escritora foi feito para ser dançado. “Tive contato com o texto ainda na época da faculdade de Comunicação e Artes do Corpo (PUC-SP) e desde então senti a necessidade de colocar no meu corpo aquelas palavras que conseguiam de uma forma mágica descrever exatamente o que eu sentia quando dançava flamenco”.

FICHA TÉCNICA
Direção Geral: Debora Dubois. Coreografia: La Truco, Miguel Alonso e Carolina Zanforlin. Solista: Carolina Zanforlin. Bailarino: Miguel Alonso. Trilha Sonora original: Conrado Gmeneir, Davi Caldeira e Luciano Khatib.  Músicos: Conrado Gmeneir (guitarra), Davi Caldeira (guitarra), Letícia Malvares (flauta), Luciano Khatib (percussão) e Fernando de Marilia (cantor).Iluminação: Aline Santini. Figurinos: Alba Marin. Apoio Figurinos: Danza Flamenca, Aire e Maria D'Cajas. Produtores Associados: Carolina Zanforlin, Edinho Rodrigues e Elza Costa. Direção de Produção: Brancalyone Produções Artísticas (Edinho Rodrigues e Elza Costa). Realização: Brancalyone Produções Artísticas e Zanforlin Produções

PARA ROTEIRO
Temporada: de 4 de abril até 9 de maio no Teatro Itália. Às quartas e quintas, às 21h. Endereço: Av. Ipiranga, 344 – República, São Paulo, CEP: 01046-010. Duração: 60 minutos. Ingressos: R$ 30,00 (inteira) e R$15,00 (meia). Bilheteria: de terça a domingo – a partir das 15hs – Telefone: 3255-1979 – Vendas online – www.compreingressos.com. Classificação Recomendada: A partir de 12 anos. Capacidade: 276 lugares.

Fonte:Arteplural Comunicação