Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Álbum das Figurinhas

Álbum das Figurinhas

Publicada em : 25/03/2013

O espetáculo apresenta a linguagem da dança contemporânea para crianças de forma lúdica e divertida


Da procura por algo perdido surge uma brincadeira de esconde-esconde, latinhas de refrigerante se transformam em uma corrida de carros, um pega-pega vira uma ciranda em grupo. De que tamanho você é? O que bate dentro de você? De que cor é seu coração? E seu amor, tem cor? Crescer dói? Acabou ou começou o mundo? O universo das brincadeiras e descobertas da infância abre espaço ao imaginário do público em Álbum das Figurinhas. 

Com direção de Geórgia Lengos, Álbum das Figurinhas é uma coleção de movimentos, brincadeiras e danças reunidas pela Balangandança Cia. durante os últimos dois anos. O espetáculo apresenta a linguagem da dança contemporânea aos pequenos de forma lúdica e divertida, integrando a plateia a performance por meio de brincadeiras, movimentos e interação.

Em cena, os bailarinos Dafne Michellepis,  Coré Valente, Alexandre Medeiros, Maristela Estrela, Alan Scherk e Clara Gouvêa se revezam entre danças, brincadeiras e canções executadas ao vivo. As cenas são independentes, coreografadas e pensadas como uma “coleção de figurinhas”, que são trocadas, colecionadas, coladas e repetidas – tudo em uma grande brincadeira lúdica.

“O Buraco, Crescer, Coração e a Lua são as figurinhas prediletas. Elas desencadeiam histórias, poesias de movimento e imagens que estimulam o espectador à imaginação e à sensação e invenção do movimento. O brincar é palavra-chave”, afirma a diretora Geórgia Lengos.

“Assim, o buraco procurado pode ser do tatu, do medo, do poro da pele ou da lua. Lua onde se pode ir à velocidade da luz, ou de carro. Talvez à cavalo e encontrar São Jorge montado lá também. Daí enfrentar algum possível medo/dragão, que bem pode ser a dor ou a delícia de crescer: a pele esticando ou a pipa voando. Tudo regado com amor de um coração que pode ser de todas as cores. Um coração que bate, mas que um dia pára. Tudo faz parte.”

Valendo-se da simplicidade dos recursos cênicos (caixas de papelão, carrinhos de lata e papel, peles de instrumentos de percussão) e da valorização dos movimentos do corpo, o espetáculo aborda temas como o amor, o crescimento, a sensibilidade, a imaginação e as memórias da infância. “Em Álbum das Figurinhas, a dança se apresenta como uma possibilidade lúdica de troca com a plateia que se identifica, interage e pode se emocionar”, diz Geórgia.

De acordo com a diretora, “Álbum das Figurinhas coleciona e faz lembrar sensações e sentimentos carregados de significados, histórias, memórias compartilhadas que, aparecendo como pessoais, podem ser gerais. Assim, quem for compartilhar desse álbum com a gente terá em mãos uma coleção especial de cenas que carregam uma poética sensível a partir da dança e estará convidado a compartilhar suas figurinhas para completarmos juntos o álbum”.

Geórgia diz que, “ao invés de colar no papel, essa coleção ficou no corpo, na memória. É como se tivéssemos colado nas nossas peles, cabelos, ossos, cabeça. É essa coleção que queremos compartilhar: trocar, colar, repetir”. Para ela, nesse álbum todos são figurinhas: bailarinos/artistas e espectadores/crianças de todas as idades. “Todos com suas memórias, corpos e sensibilidade. Uma seleção para colecionador nenhum colocar defeito!”.

O espetáculo Álbum das Figurinhas é uma das ações que integra o projeto Álbum de Figurinhas – Danças para Colecionar, contemplado pelo XII Edital do Programa Municipal de Fomento à Dança – 2012.

Ficha Técnica:
Direção: Geórgia Lengos. Criadores-intérpretes: Dafne Michellepis,  Coré Valente, Alexandre Medeiros, Maristela Estrela, Alan Scherk e Clara Gouvêa. Coreografia: Balangandança Cia. Figurinos: Maíra Mesquita. Cenografia: Balangandança Cia., Cristina Souto e Luciano Bussab. Iluminação: Joyce Drummond. Operação de Luz: Melissa Guimarães. Edição de Trilha Sonora: Kito Siqueira - Satélite Áudio. Músicas Compostas: Coré Valente, Kito Siqueira e Balangandança Cia. Material Gráfico: Fê (Ilustrações) e Celso Linck (Designer Gráfico). Fotos: Gil Grossi. Produção: Anderson do Lago Leite e Marcela Bannitz. Apoio: Curso de Dança da Universidade Anhembi Morumbi.

Serviço
Temporada: de 6 de abril até 25 de maio no Teatro Anchieta do Sesc Consolação. Temporada - aos sábados e feriado (exceto dia 18/05 que não tem espetáculo), às 11h. Endereço: Rua Doutor Vila Nova, 245 - Consolação – São Paulo – SP. Telefone: (11) 3234 3000, Duração: 60 minutos. Bilheteria: de segunda a sexta – das 12h às 22h. Aos sábados – das 10h às 21h. Aos domingos – das 16h30 às 18h. Classificação recomendada: A partir de 4 anos. Capacidade: 280 lugares. Ingressos - R$ 8,00 (Inteira), R$ 4,00 (meia, usuário matriculado no SESC e dependentes), R$ 2,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).

Fonte:Arteplural Comunicação