Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Mulheres, tanta coisa em comum

Mulheres, tanta coisa em comum

Publicada em : 23/01/2013

Comédia dramática segue em cartaz no Teatro Ruth Escobar


A peça é uma comédia dramática que fala do universo feminino com humor, através de duas histórias entrelaçadas, intrigantes, onde a infidelidade dos casais é apenas o estopim para tratar de temas polêmicos, divertidos e emocionantes.

Duas mulheres que não se conhecem marcam um encontro em um café. Amanda é empresária e Tati, bailarina. Durante a conversa, o público descobre que, sem elas saberem, estão envolvidas em situações de infidelidade. Entre acusações e mistérios, falam de situações divertidas do cotidiano feminino e uma excitante sequência de revelações denuncia que elas têm muita coisa em comum, tornando o espetáculo bastante instigante. É diante desse quadro que se estabelece uma relação improvável, divertida e surpreendente  entre essas duas mulheres. O texto também aborda os motivos que fazem um homem ou uma mulher traírem.

A montagem é realista e o foco é no trabalho das atrizes e no texto, que revelam que nem tudo é como parece ser e que duas pessoas, completamente diferentes na forma de agir, de se portar, de conduzir suas vidas, têm mais coisas em comum do que poderiam imaginar. “Uma mulher, independente do estilo que adote, do trabalho que escolheu e das experiências de vida que teve, sempre é uma mulher!”, brinca Scarpin, também autor e intérprete do solo de humor “Engolindo Sapo pra um dia comer Perereca”, sucesso em cartaz desde 2009.

A cenografia é assinada pela designer de interiores Camila Laczko e apresenta a fachada de um café casual e mais sóbrio, trazendo um pouco de frieza a esse primeiro momento do espetáculo e, com praticamente as mesmas estruturas e objetos, se transforma em um estúdio de ballet, com a leveza de peças em acrílico, cores e iluminação leves para retratar mais dinâmica e humor, utilizando-se do recurso da transparência de alguns objetos, para fazer um paralelo ao momento de grandes revelações do texto. Vanderlei Conte assina a luz, que valoriza os climas do espetáculo, com momentos de tensão, mistério e outros de leveza e dinâmica. Os figurinos, de Cris Laurelli, estilista e proprietária da Majot, são bem realistas e captam totalmente a personalidade de cada personagem, tanto nas cores como nos modelos e estilos. Assim também acontece no trabalho do visagista Andre Mateus, da Cabelaria, que retrata as personalidades e estilos de vida com o corte e penteado dos cabelos. Por fim, Fran Landhin é o responsável pela sonoplastia, que acompanha um clima de naturalidade, realismo e modernidade, utilizando-se de recursos de percussão e também melódicos.

O andamento da trama e, principalmente, o desfecho realçam a delicadeza do texto, pois o autor se utiliza do que poderia ser uma ‘boba coincidência’ para desenvolver um texto engraçado, polêmico e emocionante.

Ficha técnica:
Direção e Texto: Renato Scarpin
Elenco: Caru Pesciotto e Maritta Cury
Iluminação: Vanderlei Conte
Cenografia: Camila Laczko
Cenotecnia e Adereços: Cesar Rezende de Santana
Sonoplastia: Fran Landhin
Operação de Som e Luz: Gelma Bianchini
Figurinos: Cris Laurelli / Majot
Visagismo: Andre Mateus / Cabelaria
Coreografia: Betha Monteiro e Sérgio Dantas
Assessoria de Imprensa: Amália Pereira
Fotos: Julio Cesar Landim e Monique Carvalho
Arte Gráfica/ Identidade Visual: Darcio Andrade / Gráfica Compulaser
Contra-regragem: Ed Murphy
Direção de Produção: Maritta Cury
Produção Executiva: Caru Pesciotto e Monique Carvalho
Realização: Rhaiz Produções Artísticas - Caru Pesciotto e Maritta Cury

Para Roteiro
Duração: 70 minutos. Gênero: Comédia Dramática. Recomendação: a partir de 14 anos. Ingressos: R$ 40,00. Quando: Sábados, às 19h30. Teatro Ruth Escobar – Sala Dina Sfat (capacidade 390 lugares). Rua dos Ingleses, 209 – Bela Vista – Informações (11) 3289-2358 / 99849-4234. Bilheteria: Quintas e Sextas-Feiras, das 14h às 21h. Sábados e Domingos, das 10h às 21h. Aceita cartões de crédito e débito. Aceita cheques apenas da cidade de São Paulo. Não aceita reservas. Acesso a Deficientes Físicos. Venda de Ingressos por telefone (4003-2330) e site (www.ingresso.com). Estacionamento ao lado do Teatro. Serviço de Valet: R$ 20,00.

Fonte:Maritta Cury