Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ O Casal Palavrakis

O Casal Palavrakis

Publicada em : 04/10/2012

Peça, da dramaturga espanhola Angélica Liddell, reestreia no Teatro Viga


Elsa e Mateo levam uma vida monótona em um bairro, onde a única diversão consiste em insípidos concursos de baile, os quais perdem sistematicamente. Uma série de imagens apocalípticas conduz a ação guiada pela inquietante voz de uma Narradora, mediante uma estrutura de flash-backs. Unidos pelo rancor comum por seus pais, vítimas de maus tratos quando crianças, o casal revê sua história, começando pela própria infância, por sua inocência roubada, até a fatídica morte de sua filha. 

“A peça fala da violência e abusos que criam feridas que não cicatrizam, apavorando homens e mulheres que, angustiados, tentam reproduzir nos filhos a vida que não tiveram. É a busca por algum sentido que possa redimir uma infância sem cor, sem luz, numa trama, na qual o ser se olha no espelho e diante de sua face o que vê é uma verdade nua e crua. Revelações são inevitáveis, medos, dor e violência são escancarados num complexo sistema nervoso”, afirma o diretor Reginaldo Nascimento. 

Montagem apresenta uma linguagem hibrida, com uma série de quadros fragmentados que, alheios a qualquer lógica de tempo e espaço, vai costurando uma complexa trama. “O foco é no trabalho dos atores, que transitam com as contradições das personagens, apresentando um relato visceral de suas verdades, medos e mentiras. Com um desenho cênico que foge do naturalismo, experimentamos outras formas de contar a história”, finaliza o Reginaldo.

Reginaldo Nascimento assina o cenário e sonoplastia. A cenografia apresenta apenas duas cadeiras, que representam todos os ambientes da peça, ao fundo, um praticável, revela o quarto da menina que narra a história. Os figurinos, de Anelise Drake, remetem ao gótico nas cores, com traços de desconstrução. A música transita com o sublime, em alguns momentos sons desconexos aparecem para acentuar a dramaticidade. A Iluminação, de Vanderlei Conte, trabalha com siluetas, sombras e recortes.

Para Roteiro
O CASAL PALAVRAKIS – Reestreia dia 5 de outubro de 2012, sexta-feira, às 21h. Texto: Angélica Liddell. Tradução: Hugo Villavicenzio. Direção: Reginaldo Nascimento. Com o Teatro Kaus Cia Experimental. Elenco: Amália Pereira, Igor Kovalewski e Lauanda Varone. Duração: 80 minutos. Recomendação: 16 anos. Ingressos: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (+60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). Sextas e sábados, às 21h. Domingos, às 19h. Até 4 de novembro.
TEATRO VIGA - SALA PISCINA. Capote Valente, 1.323 – Sumaré, tel: 3801-1843. Capacidade 40 lugares. Bilheteria abre uma hora antes do espetáculo. Ar condicionado. Café. Aceita dinheiro e cheque. 

Fonte:Amália Pereira