Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Rodriguianas: Tragédias para R...

Rodriguianas: Tragédias para Rir

Publicada em : 11/06/2012

O espetáculo estreia no ano do centenário de Nelson Rodrigues, com uma linguagem simples, bebida das fontes mais populares


Com cenário de Marcio Vinícius, figurinos de Fábio Namatame e iluminação de Guilherme Bonfanti, a peça teatraliza oito contos extraídos da famosa coluna jornalística A Vida como Ela é..., que o dramaturgo, romancista e jornalista publicou no jornal carioca Última Hora, no começo dos anos 50. Os contos são: O Pediatra, Romântica, As Gêmeas, A Esbofeteada, Despeito, Noiva da Morte, Flor de Laranjeira, Selvageria.

Rodriguianas preserva o texto narrativo de Nelson Rodrigues, é uma representação com “contação de história”. Os oito atores se colocam como um grupo de contadores e intérpretes, alternando-se nas tarefas de encenar os personagens, descrever, narrar e comentar. O relato do autor é saboroso demais para ser cortado. O espetáculo utiliza doses de teatralidade explícita, não realista, como máscaras, sombras, quadros-vivos e manipulação de bonecos.

O clima de teatro contado, quase brechtiano, permite uma alta dose de teatralidade explícita, não realista. Será dada ênfase a uma visualidade intensa, colorida, espetacular. Uma trilha sonora, feita a músicas e vozes da canção popular da época, ampliará o cunho de forte brasilidade ao espetáculo.

No espetáculo, o diretor Luís Artur Nunes inicia uma pesquisa de linguagem cênica inédita para investigar as possibilidades teatrais nas crônicas folhetinescas que Nelson Rodrigues escrevia para o jornal. “A proposta de encenação pretende preservar o relato narrativo e explorar a ação para criar uma atmosfera instigante para o universo imaginário do autor, comenta Luís Artur Nunes.

“O objetivo é oferecer ao público uma experiência teatral ao mesmo tempo rica de conteúdo – por se apropriar das páginas de um dos grandes cronistas da vida social brasileira - e cheia de colorido, de movimento e humor. Uma experiência de forte impacto e grande comunicabilidade”, afirma o diretor. “Além da homenagem, a montagem foge da costumeira encenação de seus textos teatrais, para buscar na sua ficção narrativa um material que em nada fica a dever à obra dramatúrgica”, completa Luís Artur.

Ficha Técnica
Autor: Nelson Rodrigues. Adaptação e Direção Artística: Luís Artur Nunes. Assistente de direção: Cainan Baladez. Elenco: Marcos Breda, Fernanda D’Umbra, Duda Mamberti, Bete Correia, Cintya Chaves, Maria Tuca Fanchin, Luís Soares, Sidney Santiago. Cenário: Márcio Vinícius. Iluminação: Guilherme Bonfanti. Figurinos: Fábio Namatame. Sonoplastia: Luís Artur Nunes. Programação Visual: Vitor Vieira. Fotografia: Paulo Sadao, Preparação Vocal: Monica Montenegro, Idealização do Projeto: Cintya Chaves. Coordenação do Projeto: Bete Correia Direção de Produção e Administração: Mauricio Inafre. Assistente de Produção: Jô Nascimento. Produção Executiva: Regilson Feliciano.

Para Roteiro:
RODRIGUIANAS: TRAGÉDIAS PARA RIR – Estreia 6 de julho de 2012. Temporada – sextas, às 20h, sábados, às 17h e às 20h, e domingos, às 20h. Duração – 80 minutos. Até 02 de Setembro de 2012. Ingresso R$ 6,00 e R$ 3,00 – Classificação – 14 anos.
CCBB - R. Álvares Penteado, 112 - Centro São Paulo SP. tel. (11) 3113 3651/52. Capacidade: 125 lugares. Vendas pela internet: www.ingressorapido.com.br ou pelo telefone (11) 4003-1212.
Estacionamento: conveniado na Rua da Consolação, 228 – Ed. Zarvos – R$ 15 por 5 horas. (No estacionamento há transporte periódico de van até o CCBB). www.bb.com.br/cultura www.twitter.com/ccbb_sp www.facebook.com/ccbbsp

Fonte:Arteplural Comunicação