Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Teatro nos Parques

Teatro nos Parques

Publicada em : 22/05/2012

Programação diversificada visa atingir todas as faixas etárias


Já imaginou acordar em um sábado para fazer uma caminhada no parque perto de sua casa e ser surpreendido por um espetáculo de teatro? Este é um dos objetivos do projeto Teatro nos Parques, da Cooperativa Paulista de Teatro. Formar público, mostrar que o teatro é acessível para todos e que a arte está presente no dia-a-dia. Neste ano, o projeto visa a superar 7 mil espectadores – marca atingida em sua última edição.

Em sua 6ª edição, o Teatro nos Parques apresenta 40 espetáculos grátis em 33 parques públicos. As apresentações acontecem em todas as regiões da capital, grande São Paulo (Diadema, Guarulhos, São Caetano do Sul, Osasco) e interior (Araçariguama, Sorocaba, Mogi das Cruzes, Pindamonhangaba, São José dos Campos). Neste ano, a abertura será dia 2 de junho, sábado, às 15 horas, com o espetáculo Bang Bang à Pastelana, da Trupe Irmãos Atada, no Parque Jacuí, em São Miguel Paulista. O evento segue por todos os finais de semana até dia 29 de julho. 

A programação diversificada traz espetáculos como o clássico Quixote (da Cia Circo Mínimo - dias 23 de junho e 1º de julho, nos parques Santo Dias e Parque da Cidade em São José dos Campos), o infantil A Fantástica Trupe em... A Princesa Engasgada (da Peste Cia. Urbana de Teatro - dias 3 e 16 de junho, nos parques Lions Tucuruvi e Nabuco), o teatro de mamulengo As Pelejas de Benedito com o Boi Surubim na Fazenda do Coronel Libório (da companhia Mamulengo da Folia – dias 10 de junho e 1º de julho, nos parques Rodrigo de Gásperi e Shangrilá).

E, pela primeira vez, o projeto recebe um grupo de fora do Estado de São Paulo. Trata-se do Núcleo Ás de Paus, de Londrina (PR), que apresenta o espetáculo A Pereira da Tia Miséria, nos parques do Ibirapuera e Luz, dias 7 e 8 de julho.

De acordo com o idealizador do projeto Edson Caeiro, o objetivo central é formar público e descentralizar a produção teatral, levando espetáculos a todas as regiões, para todas as camadas sociais. “Muitas pessoas que assistem aos nossos espetáculos, estão fazendo isso pela primeira vez. As pessoas saem de casa para caminhar no parque e, de repente, são surpreendidas por um espetáculo teatral. O Teatro nos Parques atinge todos os públicos, porque a programação está na periferia e também em bairros centrais”, conta ele.

 Teatro nos Parques tem o Apoio da Secretaria do Verde e Meio Ambiente, da Prefeitura de São Paulo, da TV Globo São Paulo.

PROGRAMAÇÃO 2012 - POR PEÇAS

Bang Bang a Pastelana – Trupe Irmãos Atada
Dia 2 de junho, às 15h - Parque Jacuí
Dia 17 de junho, às 15h - Parque Leon Feffer – Mogi
Bang Bang a Pastelana é um faroeste de palhaços recheado de trapalhadas, trapaças e confusões, com direito a tiroteios no saloon e show de cancan.

Não Vim no Mundo pra ser Pedra – Grupe Clã do Jabuti
Dia 3 de junho, às 15h – Parque da Cidade - S. José dos Campos
Dia 21 de julho, às 15h - Parque da Luz
Esta peça nasceu da pesquisa sobre as obras O Carro da Miséria, Macunaíma e Clã do Jabuti, todas de Mário de Andrade. A peça conta a história de um clã que se engana pelos caminhos da vida, uma saga de bufões. Mas... será que algum dia virá o herói dessa gente?

A Fantástica Trupe em... A Princesa Engasgada – A Peste Cia. Urbana de Teatro
Dia 3 de junho, às 11h - Parque Lions Tucuruvi
Dia 16 de junho, às 15h - Parque Nabuco
Conta a história de uma trupe de comediantes – clowns nos dias de hoje - que na busca pelo sustento chegam na praça pública de uma cidade e apresentam a única peça que tem no repertório: A Princesa Engasgada. O texto é a história de um camponês que confundido com um médico é obrigado a curar a filha do rei, uma princesa que estava engasgada com uma espinha de peixe. Baseado no texto O médico à força, de Moliére.

Palhaços – A boa e Velha Gargalhada – Cia Capadócia
Dia 9 de junho, às 11h - Parque Chico Mendes – S. Caetano do Sul
Dia 7 de julho, às 15h - Parque dos Espanhóis - Sorocaba
Espetáculo composto de seis esquetes do repertório clássico da tradição oral. A trilha sonora também visita clássicos do universo circense tradicional. A cenografia e figurino procuram signos, memórias, cores e brilhos inspirados nos sonhos infantis.

Meu Sonho Era... – Luciana Arcuri
Dia 9 de junho, às 15h - Parque Lajeado
Dia 24 de junho, às 11h - Parque Lydia Natalizio
Espetáculo que fala sobre o amor com cenas repletas de lirismo e humor. Nele a personagem Maria Eugenia, uma clown bailarina, começa a inventar histórias tragicômicas, manipulando objetos retirados de sua mala. Coisas como rolo de papel higiênico, um sobretudo e uma rosa são o mote para a criação de 8 esquetes.

A Vinda da Família Real – Cia. Humbalada de Teatro
Dia 9 de junho, às 15h - Parque Anhanguera
Dia 10 de junho, às 15h - Parque Cidade de Toronto
O espetáculo retrata de maneira cômica e crítica a viagem da família real portuguesa ao Brasil. A Cia. utiliza sua pesquisa de bufão de máscaras da comédia para compor a peça. Será que o Brasil ainda é o mesmo desde 1808? Ainda agimos e pensamos como cidadãos colonizados? Recheado de conflitos, confusões e bom humor, o espetáculo mostra a história de nosso país contada de uma forma divertida e alegre.

As Pelejas de Benedito com o Boi Surubim na Fazenda do Coronel Libório – Mamulengo da Folia
Dia 10 de junho, às 15h - Parque Rodrigo de Gásperi
Dia 1 de julho, às 15h - Parque Shangrilá
O valente fazendeiro Coronel Libório, nomeia Benedito, seu vaqueiro de confiança, para gerenciar a fazenda, enquanto ele está fora. A partir daí desencadeiam-se pelejas entre o Boi Surubim e Benedito.

Farradança – Coisas de Teatro Cia. de Arte
Dia 10 de junho, às 15h - Praça Raposo Tavares
Dia 24 de junho, às 15h - Praça da Biblía - Araçariguama
Farradança mostra o cotidiano de uma tradicional trupe de artistas mambembes. Calixto, o contrarregra, tem o sonho de ser ator, mas seu obstáculo é o próprio sogro, dono da Companhia, Sr. Antonio. Os atores utilizam as técnicas de teatro popular, com referências da commedia dell’arte, mímica e número de clowns.

A Ciranda do Villa - Cia Lúdicos
Dia 16 de junho, às 15h - Parque da Consciência Negra
Dia 15 de julho, às 15h – Pq. Bosque da Princesa - Pindamonhangaba
Nossa história começa quando o pequeno e curioso Villa Lobos recebe a visita de Tia Fifina e sua trupe. Ele deseja viajar para conhecer o mundo, mas seus pais o impedem, em função da pouca idade. De consolo, recebe uma viola de presente de Fifina. Triste, o menino adormece sobre o instrumento e durante o seu sonho viaja em uma incessante busca para descobrir a música.

É Nóis na Xita – Grupo Namakaca
Dia 17 de junho, às 11h - Parque Trote
Dia 29 de julho, às 11h - Parque Centenário – Mogi das Cruzes
Espetáculo infanto-juvenil que recorre intensivamente ao humor. Mostra o convívio entre três personagens: Cara de Pau, Montanha e DuCirco, que disputam os aplausos do público, aceitando os próprios equívocos como fonte de inspiração e improvisação. Além de truques de malabarismos e palhaçadas, o espetáculo é também musical, brincando com ritmos tipicamente brasileiros.

Quixote – Circo Mínimo
Dia 23 de junho, às 15h - Parque Santo Dias
Dia 1 de julho, às 15h - Parque da Cidade - S. José Dos Campos
Numa praça encontram-se dois homens, um gari e um morador de rua, Sancho Pança e Quixote. Descobrem juntos uma cumplicidade entre o delírio e a lucidez da própria condição humana, da luta entre o ser e a aparência, entre o ideal e o real, onde tudo pode ganhar novas significações: um tonel de lixo torna-se a boca de um dragão, espadas em vassouras, a praça em pátio de uma corte.

Todo mundo tem um sonho – Grupo Pombas Urbanas
Dia 23 de junho, às 15h - Parque Ecológico Fernando Vitor - Diadema
Dia 24 de junho, às 15h - Parque do Carmo
Mago Alfredo vê nascer uma linda menina cigana e perto deste nascimento, vê um menino lavrador que sonha aprender a desaparecer. Viajando pelo Brasil, numa carroça puxada pelo jumento inteligente Roucinol, eles encontram Zimbo, um macaquinho de circo que está perdido na floresta. Juntos, eles formam uma família diferente, unida pelo sonho e amor à arte. É a Grande Cia. do Circo Místico!

Cadê Meu Nariz? – O que De que
Dia 23 de junho, às 15h - Parque Ibirapuera
Dia 8 de julho, às 14h30 - Parque Bosque Maia - Guarulhos
A saga de um palhaço expulso de um circo por causa de seus atrasos. Durante a noite, enquanto dormia na rua, um cachorro lhe rouba o nariz vermelho. Ao lado de uma menina, o palhaço persegue o cachorro em busca de seu nariz e encontra pelo caminho personagens representados por bonecos. Sem diálogos, e com clássicas palhaçadas, a montagem interage com o público.

Top! Top! Top! – Grupo Ivo 60
Dia 24 de junho, às 15h - Parque Chácara das Flores
Dia 22 de julho, às 15h - Parque Vila do Rodeio
Adaptação teatral da obra do cartunista Henfil. Graúna, Zeferino e Bode Orelana estão em busca de um pouco d’água na caatinga. Enquanto isso, os frades Baixim e Cumprido buscam respostas sobre a solidariedade humana.

Ruas de Barros – Grupo Chão
Dia 30 de junho, às 15h - Parque do Paço - Diadema
Dia 1 de julho, às 15h – Parque Ecológico do Rochdale - Osasco
O espetáculo narra os encontros do poeta Manoel de Barros com seus mais importantes personagens. Através de seu “criançamento das palavras”, o velho Poeta encontra os andarilhos Andaleço e Dona Maria, o capataz Bernardo, o Padre, seu Pai e sua Mãe, enquanto revisita sua memória em forma de estações.

A Farsa do Bom Enganador – Buraco d’Oráculo
Dia 30 de junho, às 15h - Parque dos Espanhóis – Sorocaba
Dia 15 de julho, às 15h - Parque Cemucam
Adaptação da sátira clássica medieval do séc. XV, A Farsa do Mestre Pierre Pathelin. O texto apresenta críticas à sociedade, na figura de um comerciante e de um magistrado. Problemas diversos surgem dessa trama em que uns tentam enganar os outros, permanentemente.

Bufonarias II – Trupe Olho da Rua
Dia 1 de julho, às 15h - Parque Raul Seixas
Dia 29 de julho, às 14h30 - Parque Bosque Maia - Guarulhos
Espetáculo circense no melhor estilo do circo-teatro-popular, originado de uma pesquisa sobre gags tradicionais de picadeiro e números realizados por artistas populares (palhaços) nas praças com alto grau de improvisação e interatividade.

A Pereira da Tia Miséria – Núcleo Ás de Paus
Dia 7 de julho, às 15h - Parque do Ibirapuera
Dia 8 de julho, às 15h - Parque da Luz
A Fome personificou-se em uma criança. Nascida da Miséria, separou-se de sua mãe e, desde então, percorre o mundo, trazendo sofrimento a todos. A Morte tão temida por todos, é naturalmente a melhor saída para um mundo em que novas possibilidades não param de nascer. Mas Tia Miséria decide viver, ingenuamente procurando pelo seu filho para, só então, deixarem este lugar que nunca os quis.

Le Mutante Varieté – The Palmazos Bros
Dia 14 de julho, às 11h - Parque Chico Mendes – S. Caetano do sul
Dia 28 de julho, às 15h - Parque Guarapiranga
Cabaré de variedades composto por números cômicos e integrado por figuras bizarras do reino animal e vegetal. No decorrer de 50 minutos brilham os Siameses Sarlanga, as Plantas Carnívoras, Chico Chicote e o Coelho Transgênico, mesclando técnicas de clown, malabarismo, dança e improvisação sob o comando dos apresentadores Winston y Kingston.

Folia Brasileira – Valdeck de Garanhuns
Dia 14 de julho, às 15h - Parque Esportivo do Zito – Pindamonhangaba
Dia 22 de julho, às 15h - Praça da Matriz - Araçariguama
O coronel Vicente Pompeo está realizando uma grande festa para comemorar o noivado de sua afilhada Marieta e Simão, seu secretário. O coronel quer que a festa seja uma grande mostra da nossa cultura popular com apresentações de Bumba meu Boi, Reisado, Ciranda, Frevo, etc.

Idealização e Coordenação: Edson Caeiro Administração: Roberto Rosa Produção: Dudu Oliveira, Rosy Cunha, Thatiane Mattos e Lina Agifu.


 

Fonte:Arteplural Comunicação