Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Koyaanisqatsi mostra a perform...

Koyaanisqatsi mostra a performance de Ricky Seabra

Publicada em : 08/05/2012

Koyaanisqatsi na língua indígena Hopi do sudoeste americano e significa a vida fora de equilíbrio


A CAIXA Cultural SP apresenta a nova performance do artista Ricky Seabra e do diretor belga Dirk Verstockt, inspirada no filme cult “Koyaanisqatsi, A vida fora de equilíbrio” (1982), de Godfrey Reggio. O filme é considerado o primeiro documentário ambiental em longa metragem. Trinta anos depois, Seabra decide analisar e denunciar, em cena, a corrupção contemporânea do conteúdo, da técnica e da estética do filme, através de novas imagens, palavras faladas e música ao vivo. As apresentações patrocinadas pela Caixa Econômica Federal serão gratuitas e acontecem de 10 a 20 de maio de 2012, sempre de quinta-feira a domingo às 19h.

Em 1982, a técnica de "time-lapse" desenvolvida para o filme era o que havia de mais inovador. Ver carros, nuvens e cidades inteiras super aceleradas era algo extremamente novo. A trilha do filme Koyaanisqatsi tinha sido feita pelo compositor minimalista Philip Glass. Era o que havia de mais inusitado em termos de sonoridade.

Como surgiu:
Mas como reinterpretar imagens e sons tão inusitados em um espetáculo teatral? Esta foi a grande pergunta e desafio de Ricky Seabra durante seu processo de criação em residência com o diretor belga Dirk Verstockt no Kaai Theater em Bruxelas (2010) onde desenvolveu e estreou a peça.

Como criar imagens tão impactantes e inovadoras quanto aquelas criadas em "time-lapse" pelo cinegrafista Ron Fricke? Concluiu que o "gerador" de imagens mais inovador de hoje é James Cameron, com suas imagens 3D de Avatar. Mas, como Seabra não tinha orçamento para criar um Koyaanisqatsi à la Avatar decidiu partir para a segunda tecnologia mais inovadora em termos de imagem: comprou um iPad. Quando Koyaanisqatsi saiu em 1982, o mundo também desconhecia a música minimalista de Philip Glass. Como tornar esta sonoridade, hoje já tão popular em filmes e propagandas, tão impactante como foi em 1982? Decidiu reinterpretar a música num instrumento um tanto quanto improvável... a viola caipira. As violas são tocadas ao vivo em cena pelos músicos Daniel Miranda e Nelson Latif. Grande parte da criação envolveu decifrar a trilha do filme e adapta-la para duas violas.

O filme original também retratava três profecias indígenas do povo Hopi, do sudoeste americano. Estas profecias apocalípticas diziam que tudo o que fazemos contra a terra tem consequências para o ser humano. Mas Seabra resolveu inovar também nas profecias. Não quis repetir a mensagem apocalíptica do filme. Escreveu então 4 novas profecias de como o Brasil vai salvar o mundo, através da Amazônia, do Cerrado, da Mata Atlântica e do Sertão. O artista descreve o espetáculo como sendo uma grande moda de viola para salvar o mundo.

Koyaanisqatsi a Performance também já foi apresentado no Teatro Brakke Gronde em Amsterdam e no Festival Almost Cinema em Gent.

Ricky Seabra sobre Koyaanisqatsi A Performance:
"O filme inspirou uma geração de cineastas e mudou para sempre a aparência dosfilmes e dos comerciais. O estilo Koyaanisqatsi de animação "time-lapse", de nuvens e paisagens urbanas super aceleradas, domina hoje em dia e tornou-se um pano de fundo "cool" para incontáveis comerciais, vídeo-clips, aberturas de TV e filmes. A técnica Koyaanisqatsi é associada à sociedade de ritmo agitado ou simplesmente à passagem do tempo. A mensagem de aviso do filme original (que estamos vivendo de forma perigosamente rápida) foi comercializada e deturpada... algo que não podia ter acontecido com um filme tão importante para uma geração inteira. E é por isso que preciseifazer o Koyaanisqatsi A Performance."

Ficha Técnica
escrito e performado por Ricky Seabra
co-escrito e dirigido por Dirk Verstockt
músicas de Philip Glass da trilha Koyaanisqatsi
arranjadas e adaptadas por Nelson Latif, Daniel Miranda, Ricky Seabra
música performada ao vivo por Nelson Latif, Daniel de Miranda
desenho de luz e som Chris Segers (Kaaitheater)
produzido por Kaaitheater (Bruxelas), Fomenta Produções (Rio de Janeiro), Belas Estratégias (Rio de Janeiro), Boris vzw (Bruxelas)
Contato artístico: Ricky Seabra, Belas Estratégias / yo@rickyseabra.com /(21) 8204-5382
Contato comercial: João Braune, Fomenta Produções / jh@fomenta.com.br / (21) 8121-8500
Para mais informações acesse: http://www.rickyseabra.com/indexpt.html

SERVIÇO:
Espetáculo Koyaanisqatsi: A performance de Ricky Seabra
Datas: de 10 a 20 de maio de 2012
Horário: de quinta-feira a domingo, às 19h
Local: CAIXA Cultural São Paulo - Praça da Sé, 111
Entrada: franca (os ingressos poderão serretirados na bilheteria com uma hora de antecedência)
Capacidade: 80 lugares
Duração: 60 min
Classificação etária: livre
Informações - Tel: (11) 3321-4400
Acesso para pessoas com necessidades especiais
Patrocínio: Caixa Econômica Federal

Fonte:Assessoria de Imprensa da CAIXA Cultural São Paulo (SP)