Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Até onde a vista Alcança

Até onde a vista Alcança

Publicada em : 03/04/2012

É um espetáculo repleto de cantigas regionais, além da veracidade de seus personagens


A vida dos peões do interior de São Paulo do jeito que ela realmente é: sem tinturas, sem romantismos exacerbados. Apenas serem humanos cercados de dramas verdadeiros e amores correspondidos. E também os não correspondidos. “Até onde a vista Alcança”, novo espetáculo da Cia. das Artes, que estreia dia 11 de abril de 2012, no Teatro Coletivo (Rua da Consolação, 1623 – São Paulo/SP) conta a história de Jorge (Antonio Netto), um jovem matuto, tropeiro, fiel ao fazendeiro de café, Godêncio (Wagner Vaz), o mandante da morte do pai de sua noiva, a linda Negrinha (Michelle Gabriel). O texto é de Reinaldo Santiago e a direção de Jair Aguiar e o roteiro, cenários e figurinos de Marcio Tadeu.

“Até onde a Vista Alcança” é um espetáculo que relata as relações humanas no interior da São Paulo dos anos de 1930. Tem como pano de fundo, os laços familiares. O texto narra as histórias da família de Marcília Rosário, esposa do autor Reinaldo Santiago, trazendo ao palco a vida real dos peões do interior do Estado de São Paulo, homens que tinham uma profunda relação de fidelidade com os donos das fazendas, uma característica muito peculiar a estes personagens.

O diretor Jair Aguiar assistiu uma adaptação desse texto pela primeira vez em 1987 e pela profundidade do texto e a beleza da montagem, nunca mais a esqueceu. “Apesar de ser um homem inteiramente urbano, sempre que posso enceno trabalhos que remetem ao campo. Pesquisando novos textos, lembrei de Até onde vista alcança e não tive dúvidas”, explica Jair, que já realizou outra montagem que remetia à vida no campo, a peça Lugar Onde Peixe Para.

Em uma das reuniões de trabalho, Jair lembrou-se do avô de Antonio Netto, diretor da Cia das Artes. Famoso e respeitado no oeste paulista, o avô de Netto ganhou estima por ter chegado na região como peão e anos depois se transformou em proprietário de terras. A figura forte do avô serviu de inspiração para a construção do personagem Jorge, que, apesar de gostar de sua noiva, Negrinha, alimenta uma paixão arrebatadora por Guema (Camilla Flores).

“Até onde a vista alcança” é um espetáculo repleto de cantigas regionais, além da veracidade de seus personagens, que embalam o espectador com histórias das tropas que cruzavam o Estado de São Paulo.

Ficha Técnica
Texto: Reinaldo Santiago Roteiro: Márcio Tadeu Tema: Marcília Rosário Direção Geral/Adaptação: Jair Aguiar Preparação de ator: Niveo Diegues Preparação Voz / Canto: Luiza Albuquerques Preparação de Corpo | Coreografia: Talma Salem Iluminação: Will Damas Produção: Cia. das Artes Produção Executiva: Wesley Keri Cenários / figurinos: Márcio Tadeu Fotos: Sergio Massa Design Gráfico: Jair Aguiar Som | Imagens André Martins Assistentes de direção: Bruno Canabarro e Guilherme Trindade
Atores convidados/personagens:
Antonio Netto (Jorge peão)
Wagner Vaz (Fazendeiro Godêncio )
Michelle Gabriel (Negrinha)
Camilla Flores (Guema)
Hugo Leonardo (Quintino-marido de Guema)
Wesley Keri (Chico, amigo de Jorge)
Elenco: Aletéia Barros, Ana Carolina Barreto, Ana Paula Lubas, Brena Alves, Caio Mendes, Cinthia Constantino, Débora Ramos, Fabiana Pires, Fábio Brito, Fernanda Lombardi, Franciele Sousa, Jane Matias, Leandro Rossato, Manuela Napchan, Mariane Pereira, Mariano Rodrigues, Marina Saito, Paula Di Croce, Renato Senosien, Ricardo Paixão, Rodrigo Santana, Sheila Macedo, Stheffanya, Tertuliano, Thais Sorrentino, Yasmin Aragão

ATÉ ONDE A VISTA ALCANÇA
Local: Teatro Coletivo – Rua da Consolação 1623 – Centro – São Paulo/SP
Temporada: 11 de abril a 10 de maio de 2012 Horários: quartas e quintas às 21h
Lotação: 135 lugares Duração: 70 minutos Recomendação: 12 anos
Ingressos: ANTECIPADO R$ 15,00 R$ 40 (inteira), R$ 20 (meia entrada)
A bilheteria será aberta uma hora antes do espetáculo

Fonte:Canal Aberto Assessoria de Imprensa